21 jan 2014 – Comissão da Verdade de SP declara que Juscelino Kubitschek foi assassinado pela ditadura militar – importantíssimo esclarecimento da história do Brasil

Os principais portais publicaram esta notícia em dezembro de 2012 e eu tenho que fazer algumas considerações a respeito.

 Primeiro, eu vivi estes momentos e na época se comentava como boato o assassinato do Presidente Juscelino Kubitschek, assim como se comentava a prisão e o assassinato de vários ativistas perseguidos pela ditadura.

 Uma pena que a versão que vinga até os dias atuais é sempre aquela que foi dada pelo governo oficial, uma ditadura que podia dar qualquer versão à época porque ninguém podia contestar.

 A ditadura foi um momento muito triste na história do Brasil, e não tenho dúvida em afirmar que apenas alguns grupos empresariais e políticos se favoreceram com ela. O Povo viu ser jogado pela janela 50 anos de possibilidade de desenvolvimento. Este foi em minha opinião o resultado final: 50 anos de atraso no desenvolvimento do país.

 Também naquele período observávamos que muitas coisas aconteciam porque havia uma interferência “as sombras” de agentes do governo americano. Aliás a CIA estava presente em toda a América Latina e atrasou completamente o desenvolvimento de todos os países da América do Sul e sustentou vários golpes contra governos que ousaram questionar a política americana por aqui.

Talvez toda esta história venha à tona um dia, através de documentos secretos americanos, desde que fique a disposição para pesquisa dos historiadores.

 Mas é improvável que a “caixa preta” americana com relação à política externa de domínio dos países venha a ser aberta. No auge da guerra fria tanta coisa foi feita pelos americanos para que países não, mas não saberemos a não ser através de muita investigação, como também ocorre no Chile com golpe dado contra Salvador Allende, um médico deposto da Presidência por um militar ditador Pinochet, com o apoio da CIA. Até os dias atuais o Chile é apenas um “quintal americano”, com todo o respeito ao povo chileno, assim eles nunca vão se desenvolver além do que eles são hoje. O povo culto, inteligente, brilhante, mas marionete dos “gringos”, totalmente dependente das benesses do acordo de comércio com os USA e das benesses do comércio com o Mercosul.

 Me lembro aqui do caso da Colômbia, dominada por estratégias americanas desde antes da segunda guerra mundial. É o paraíso dos plantadores de coca, mesmo com a presença de quartéis americanos. Por que com tanta tecnologia de satélites não acabam logo com todas as plantações de coca? Hummm…

Afinal, se voltarmos no tempo, quem criou a formulação do refino de cocaína? Os nativos colombianos nas selvas? Tststss…. Isto é muito suspeito.

 Mas voltemos a Juscelino Kubitschek. Foi um médico simples e humilde de Minas Gerais que um dia ousou ser Presidente da Republica, mas não por acaso; era um dos maiores seres da história da humanidade do século XX. Algo que poucos sabem e poucos continuarão a saber. Não por acaso, também era carinhosamente chamado de JK, assim como no mesmo período outro grande ser humano ocupava a Presidência dos EUA, John Kennedy, também JK. Ambos lembram John King, misterioso assistente da história de HPB e da história dos antigos bretões.

 Ambos “JK” cumpriram até onde foi possível importantes mudanças que perduram até hoje na história de seus países, Brasil e EUA, aos quais cabem papéis fundamentais para o cumprimento das últimas sub-raças da Raça Ariana. Sem estes passos da evolução, a Raça Ariana poderia simplesmente se extinguir, pois nada mais haveria para cumprir em seu papel evolutivo na escatologia presente e futura da Raça Humana.

 O JK americano foi assassinado também, em plena luz do dia, num crime jamais esclarecido. O nosso JK, humilde e simples construiu a nossa Capital Brasília e cumpriu uma antiguíssima profecia de séculos passados, como já mencionei no texto do Brasil – Líder do Milênio.

 O nosso JK foi exilado como se criminoso fosse e quando voltou não tinha nem casa para morar e taxado pela ditadura como figura maléfica ao Brasil. Hoje a Comissão da Verdade resgata vários e importantes documentos que demonstram claramente que os americanos pressionaram para o fim político de JK e quiçá da vida de JK, posto que são mais de cinquenta evidências que ele também foi assassinado. Todos os culpados desses assassinatos podem ter escapado da Justiça dos Homens, mas não tem ideia que confusão arrumaram para o após a morte nos mundos superiores por dizimarem seres fantásticos, cujas missões eram fundamentais para a Raça Humana.

 Este post fica como uma singela homenagem ao nosso JK e não se preocupem que outros JKs já estão a caminho ou já estão no Brasil ou aqui estarão em breve.

 Por Atama Moriya em 21 de janeiro de 2014.

Esse post foi publicado em "2012" - Fim de um ciclo, A falsa democracia brasileira, Brasil-Líder do Milênio e marcado , . Guardar link permanente.

Opte por deixar comentários claros, concisos, compreensíveis e racionais. Evite palavrões, palavras ásperas e críticas/ofensas a outras pessoas. Lembre-se que este blog é muito lido por menores de idade. Por favor, deixe bons exemplos.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s