19 fev 2013 – A renúncia do Papa é mais um sinal da decadência das religiões

Creio que nestes tempos atuais está cada dia mais claro que as religiões estão a perder terreno no mundo todo; diminui-se o numero de fiéis, aumenta-se o fanatismo dos que ficam, e cresce a descrença nas instituições por vários motivos.

Já era previsível há décadas que as religiões iriam cada dia mais degenerarem nesta nova era de aquarius, um reflexo claro que algo de novo deve substitui-las nas próximas décadas. Um movimento natural da civilização. Tudo na vida uma dia nasce, cresce, floresce, e um dia desaparece também. Nada pode ser constante e permanente.

A busca e a evolução da civilização acontece quer se queira ou não e é essencialmente movida pelo novo. Se tudo permanece igual, nada evolui, seja individualmente ou coletivamente. O homem na história é atraído sempre para o novo, para o inusitado, para conhecer o desconhecido.

Afora as intrigas e bastidores de um Vaticano super desgastado por séculos de obscurantismo, tem o aspecto de uma Igreja que não fala mais a linguagem do povo e cujo poder vem diminuindo século a século, e este movimento é irreversível.

Provavelmente, como dizem os experts em Vaticano, deve suceder um novo Papa, mas um velho conservador, ou super conservador, o que será pior para o futuro da Igreja Católica, mas será que eles se importam com com isto? Penso que não.

Corrobora a diminuição dos crentes religiosos, de todas as religiões, as constantes crises econômicas, principalmente esta que se estende por toda a Europa. Isto também é um comportamento esperado e sempre repetitivo nas crises. Aparentemente a fé dos crentes diminui nestes períodos.

Não creio que isto aumenta proporcionalmente o ateísmo, mas que a descrença recai sobre as instituições religiosas de uma forma geral. A crença em Deus permanece, mas os interlocutores não são mais aceitos ou respeitados.

Há também escândalos demais, com pedofilias por exemplo e padres e pastores acusados de sexistas que elevam o numero de processos civis contra os mesmos. O Vaticano é rico, mas as pessoas questionam para que serve isto?

Da mesma forma, mas não tão ricos, crescem os evangélicos protestantes, cujos líderes são hoje enumerados pela Forbes como homens riquíssimos e poderosos.

O mundo mudou e continua mudando a uma velocidade estupenda, porém as religiões continuam com seus diálogos de séculos passados, com questões herméticas, e uma linguagem completamente antiquada aos tempos atuais principalmente para os jovens que sabiamente questionam o por que das coisas?

A crença em Deus não vai diminuir, porém, as instituições estão todas fadadas ao desaparecimento paulatino, acaso não façam algo muito diferente nas próximas décadas, inovando-se e renovando-se, embora eu não acredite mais que isto possa ser possível.

O Evangelho do Cristo era para a Era de Peixes, quem aprendeu, aprendeu, quem não aprendeu não aprenderá mais. Um novo Evangelho para a Era de Aquarius deverá ser trazido, talvez até o fim deste século. Mas este Novo Evangelho, trazendo uma nova linguagem para os nossos tempos e com lições muito mais adequadas ao homem moderno, não precisará mais de templos e Igrejas, será como um viral, na minha visão. Quem sabe?

Por Atama Moriya em 19-fev-2013.

Esse post foi publicado em NOTÍCIAS e marcado , . Guardar link permanente.

Opte por deixar comentários claros, concisos, compreensíveis e racionais. Evite palavrões, palavras ásperas e críticas/ofensas a outras pessoas. Lembre-se que este blog é muito lido por menores de idade. Por favor, deixe bons exemplos.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s