11 fev 2013 – O fim das patentes tornará o mundo mais feliz!!!

Sob o ponto de visto econômico e de bem estar social amplo da sociedade, sempre considerei que os sistemas de patentes deveriam ser abolidos no mundo todo.

Para grandes corporações isto seria um desastre (opinião deles), já que buscam a otimização máxima dos ganhos com novas descobertas para delírio único e exclusivo de seus acionistas sedentos de ganhos imensos e super desmedidos.

É assim por exemplo na indústria farmacêutica onde medicamentos novos (inovadores) e modernos descobertos são lançados no mercado a preços super abusivos com preços chegando a mil vezes o custo, maximizando os lucros, não para cobrir os custos de pesquisas , mas encher os bolsos de acionistas. Até que ponto isto pode ser considerado aceitável num visão mais ampla sobre ética e moral?

Pessoas super necessitadas não tem acesso as inovações porque tudo gira em numeros muito acima de suas capacidades e alcance de vida. Até hoje pessoas tratam esta questão como se isto fosse realmente normal numa economia de mercado. Ou seja, quem pode, pode, quem não pode vai para o caixão que é seu lugar.

Não, não é assim se percebo a moral. Não é assim que percebo a economia, os modos de vida da sociedade. Não é assim que percebo o ser humano, quem quer que seja e não é assim que percebo o que Deus nos dá. Não posso aceitar que este conceito puramente econômico esteja correto e  seja o mais justo que podemos adotar na nossa Civilização. Isto, na minha opinião, tem de mudar já, também, como muitos outros conceitos apodrecidos e gastos da nossa civilização.

Mais recentemente, para minha surpresa, descubro um artigo em que dois economistas americanos escrevem a respeito de serem favoráveis ao fim das patentes, abolição completa de patentes. Achei isto o máximo e muito corajoso de suas partes.

É apenas uma semente lançado ao vento, mas que vai acabar se todos ajudarem a se tornar um árvore frondosa. Um novo conceito, uma nova ideia que substitui todas as outras que atrapalham e impedem o alcance do maior bem estar possível a todos os seres humanos da Terra.

Talvez esta ideia seja por demais inovadora e será duramente combatida pelas grandes organizações que dominam os mercados e “compram” os nossos políticos e governos do mundo todo., não importa, é uma ideia que se lança nesta nova era e que se bem desenvolvida trará grandes e enormes frutos a todos os seres humanos da Terra, de todos os países. Tenho certeza que um dia isto será absolutamente normal porque visa o maior grau possível de bem estar na economia de todos os seres humanos. Somos todos irmãos, quer queiramos ou não aceitar isto, e certamente seremos mais felizes ao inserir todos no processo civilizatório com todos os benefícios possíveis.

Vejam também a opinião dos economistas americanos.

————————————————————–

http://www.huffingtonpost.com/2013/02/05/patent-reform-economists_n_2623537.html

Dois economistas do Federal Reserve de St. Louis publicaram um artigo defendendo a abolição do sistema de patentes americano, dizendo que não há “nenhuma evidência” que patentes melhoraram a produtividade e que sua inexistência têm um efeito “negativo” sobre a “inovação”.

A pesquisa sugere que a legislação de Barack Obama de  2011 sobre a reforma patente –  um punhado de grandes contas para conquistaram o Congresso com apoio bipartidário nos últimos anos – foi equivocada.

Patentes são projetados para incentivar a inovação através da concessão de inventores de longo prazo monopólios sobre novos produtos. Nos últimos anos, no entanto, os inovadores em vários setores de alta tecnologia se queixaram de que o grande volume de patentes vagas tornou-se uma grande barreira para a inovação. Quando start-ups tentam  lançar um novo produto, correm o risco de violar uma patente, ampla e obscura.

“Nossa solução política preferida é a de abolir as patentes completamente”, os autores do estudo, os economistas Michele Boldrin e David K. Levine, escreveram. Eles concluem que os problemas com as patentes na verdade são muito mais profundos do que muitos críticos do sistema recentes têm enfatizado.

“A evidência histórica e internacional sugere que, embora os sistemas de patentes fracas podem aumentar ligeiramente a inovação com efeitos colaterais limitados, forte patente de inovação retardar sistemas com muitos efeitos colaterais negativos”, Boldrin e Levine escreveu. “De modo geral, a erupção inicial de inovações que levam à criação de um novo fruto da indústria de produtos químicos para automóveis, a partir de rádio e televisão para computadores pessoais e de banco de investimento é raramente, ou nunca, nascido de proteção de patentes e é, em vez do de um ambiente competitivo. ” O documento também afirma que o sistema de patentes está prejudicando a saúde pública através do aumento do custo dos medicamentos prescritos, deixando de gerar uma infinidade de novos tratamentos inovadores para a vida de poupança de doenças.

“Ao invés de apenas elevar a nota proteção de patentes, há uma série de movimentos que poderiam fazer para reduzir os riscos e os custos de desenvolvimento de novos medicamentos”, Boldrin e Levine escreveu.

Essas abordagens não foram tomadas pelo projeto de reforma 2.011 patentes. Em vez de diminuir a carga de patentes em geral, a legislação buscou agilizar o processo e dar mais garantias contra a concessão de patentes de baixa qualidade . Em setembro, o governo Obama comemorou o primeiro aniversário de seu projeto de reforma de patentes com um post no blog gabando-se de um sistema mais rápido de aprovação, simplificada patente.

“A patente e Marcas dos EUA está a implementar a legislação de uma forma que torna mais fácil para os empresários americanos e as empresas para trazer suas invenções ao mercado mais cedo, a conversão de suas idéias em novos produtos e de novos empregos”, lê o post. “Isso vai ajudar as empresas e inventores evitar atrasos custosos e litígios desnecessários, e deixá-los se concentrar na inovação e criação de emprego.”

A Casa Branca não respondeu imediatamente a um pedido de comentário sobre o papel.

Mas o problema de processos de patentes tem não sido mitigado pela lei . Desde sua aprovação, grandes empresas de tecnologia têm envolvido-se em casos de alto perfil, alegando violação de patente para tudo, de cantos arredondados para tocar duas vezes a tela do smartphone .

Na esperança de melhorar a qualidade da patente, Boldrin e Levine diz, é uma causa perdida.

“Por que usar band-aids de uma ferida firme grande?” Boldrin e Levine escreveu. “Os economistas lutou por décadas – em última análise, com considerável sucesso – para reduzir as restrições ao comércio internacional Uma abordagem semelhante, embora menos lenta, devem ser adotadas para eliminar progressivamente as patentes.”.

Esse post foi publicado em NOTÍCIAS e marcado . Guardar link permanente.

Opte por deixar comentários claros, concisos, compreensíveis e racionais. Evite palavrões, palavras ásperas e críticas/ofensas a outras pessoas. Lembre-se que este blog é muito lido por menores de idade. Por favor, deixe bons exemplos.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s