09 set 12 – A Ascensão do Novo Estado Totalitário no século XXI – série – Parte I – O Domínio

A ditadura financeira do DOMÍNIO sobre os humanos da atual civilização

Eu tenho escrito sobre o crescimento desmedido do Estado Policial no mundo, e isto está se agravando a cada dia, já que a maioria se cala, aceita e até defende fervorosamente as ações dos governos no mundo. Isto é terrivelmente preocupante e poderá marcar o fim da civilização moderna e o surgimento de homens robôs, absolutamente cretinizados.

Há um domínio nefasto das elites financeiras sobre o mundo. Eles decidem hoje quem deve viver e quem deve morrer. Onde farão novas guerras, onde serão as próximas crises, quais empresas devem sobreviver, quais devem desaparecer e que negócios serão priorizados e de que forma, quais crises financeiras deverão ocorrer e em que países. O Poder das Elites Nefastas não tem limites.

Fico completamente estarrecido todos os dias quando percebo o quanto as populações do mundo todo, de todos os países, estão sendo manipuladas, suas mentes lavadas, e a consciência comprada por ideologias sem fundamento, ilógicas de vida, destruições e escravagismo (sistema socioeconômico que se apóia na escravatura) em pleno século XXI.

Destarte haja o surgimento simultâneo de um novo iluminismo que abrange os cidadãos do mundo que estão tendo um pouco mais de visão nesta escura caverna de Platão em que estamos mergulhados e que combatem e denunciam os caminhos falsos que estão sendo implantados, tristes, concordamos que estes novos iluministas são em numero muito pequeno em relação ao todo e obtêm pouca eficácia popular. Além disto, estão sendo perseguidos, taxados de conspiradores, terroristas e estão sob estrita vigilância no mundo.

Vejam o caso de Assange que está sob risco de ser levado a julgamento de pena de morte por divulgar verdades, crimes de guerra contra mulheres e crianças no Afeganistão, e acordos “criminosos” entre governos e dentro de governos para manipular o poder. Se verificarem as manifestações de americanos, verão que ao menos metade deseja mesmo a sua morte. Isto em sã consciência não é normal, é sinal de que suas mentes foram lavadas e em suas mentes foram implantados comportamentos coletivos com falsos conceitos de segurança e prosperidade.

A civilização hoje chegou ao ponto de admitir abertamente através da ONU que há no presente no Planeta pelo menos dois bilhões de seres humanos em situação de miséria, fome e sem quaisquer perspectivas de futuro na vida e há um consenso mundial que nada há para fazer sobre isto. Todos nós estamos escondendo nossas consciências como ratos em tocas e no fundo estamos dizendo a nós mesmos: “antes eles do que eu”. Estes não são os seres humanos idealizados pela criação, não são nem ao menos humanos, mas, sobretudo máquinas sem pensamentos conscientes próprios, agem apenas por impulsos mentais implantados na massa popular.

Neste mesmo tempo, países estão investindo trilhões em armamentos de guerra incluindo-se a renovação do arsenal de bombas atômicas; corporações mundiais, a despeito da grande crise econômica nos EUA e Europa, estão a investir centenas de bilhões no mundo, sobretudo em países do terceiro e quarto mundo como a África no afã de aumentar os seus lucros explorando a terra e seus preciosos minérios, em conluios com ditadores que governam países pobres em detrimento às suas populações pobres que nada recebem em troca, a não ser alguns que se tornam seus escravos do trabalho, incluindo-se crianças de dez, doze anos.

O mundo está calado diante das atrocidades modernas do século XXI. Por que estão todos calados?

Calam porque consentem ou calam porque estão “cegos” pelo consumismo, pelas dificuldades de viver, pela falta de visão do mundo, pelo escravagismo ao qual se submetem. E se calam porque não conseguem expor pensamentos próprios baseados em valores de sua própria consciência.

Há dois “eus” dentro de cada indivíduo, um que age mecanicamente, no automático, que pensa que pensa, e outro que aflora pensamentos e julgamentos com base em valores de sua consciência. Nos tempos atuais vemos quase que a totalidade o ser mecânico e que responde por impulsos mentais de idéias preconcebidas do que seja a realidade da vida e de como devem agir em determinadas situações e perspectivas.

O poder do livre arbítrio humano, mesmo que apenas relativo conforme já explanei anteriormente, foi suprimido do indivíduo. Não existe livre arbítrio se o indivíduo age apenas por impulsos, sem pensar e sem expor o que vai dentro de sua consciência. Ao abrir mão de agir e pensar através do exercício de seu livre arbítrio, o indivíduo deixa de ser um humano, cuja principal característica desde o tempo das cavernas é o exercício do livre arbítrio, e perde sua capacidade de evoluir e regride em valores de consciência, diminui a sua ética e moral que são as bases para a construção de uma civilização.

Imaginem o que está a acontecer hoje com o surgimento de novos conceitos e repetições de outros antigos “criados” por estes indivíduos absolutamente inconscientes, sem valores de ética e moral, martelando diariamente em mídias, em televisões, em programas como novelas, realitys, em publicidades, em filmes, etc. Quais os conceitos que estes “inumanos” estão criando e jogando sobre as massas? De fato, como ensina a Teosofia, quem verdadeiramente cria é Deus, e ele deixou um implante em cada indivíduo que se chama consciência, já os inumanos criam apenas “aberrações”.

O ser humano atual carece de novas crenças, novos dogmas, novos paradigmas de vida que contenham valores elevados de ética e moral voltados ao bem estar do próximo, ao bem estar coletivo. Estes atuais que ele adota são doentes, irreais, visam primordialmente atender ao seu egoísmo, contudo, ele os adota porque de fato acredita neles porque foi bombardeado em toda a sua vida pelas falsas propagandas, falsos ideais, falsas crenças, dogmas e paradigmas que lhes foram impingidos em ações subliminares, filmes, seriados, novelas, realitys e programas de televisão totalmente voltados à escravização mental dos indivíduos, impedindo-os de pensar ou criar por si próprio algo que não seja somente atender a seus desejos pessoais.

Toda a humanidade está conectada indivíduo a indivíduo por cordas invisíveis e forma uma grande matriz humana, e compreender com o coração que quando um indivíduo lá da ponta da matriz que você nem conhece e nem sabe quem é, do outro lado do mundo, passa mal, passa por situações desesperadoras, ou mesmo vai a morte devido as dificuldades que enfrenta, vai te afetar indiretamente primeiro, depois diretamente com altos graus de infelicidade a si próprio também, fará com que os indivíduos se tornem verdadeiramente humanos e deixem de priorizar apenas o individual e passem a ser governados por vontades interiores conscientes priorizando o próximo e o coletivo.

A Civilização atual instiga violentamente o indivíduo a dar valor imenso, incomensurável por vezes, a coisas e fatos absolutamente irrelevantes. Então se alguém esbarra em você, pode se tornar uma briga e discussão terrível, então se alguém te dá uma fechada no transito, isto pode se tornar num caso de vida ou morte; então se um colega te desrespeita no trabalho, aquilo já um motivo de violenta disputa interminável, se alguém tem mais sucesso que você, isto já é motivo de uma terrível inveja que vira até ódio, e assim vai o indivíduo priorizando em demasia o “eu”, esquecendo-se do “nós”. É uma falsa crença que o que importa é a “minha” felicidade, a despeito dos outros, vai levar a civilização como um todo a hecatombe e será irreversível. Vejam que estamos falando do fim da civilização, do fim do mundo, sem necessidade de qualquer catástrofe da natureza, apenas seres inumanos destruindo uns aos outros, e isto já está acontecendo em massa.

É uma visão terrível observar tudo o que ocorre a nossa volta, todos os grandes acontecimentos mundiais guiados pelas civilizações atuais e que caminham para levar a humanidade toda a um beco sem saída, através de uma rota de destruição e morte em massa.

Baseados em valores sociais falsos, as sociedades criam e idolatram ídolos de pobre conteúdo, que vem a preencher os vazios existenciais criados pelo próprio indivíduo em sua vida dado os objetivos “pequenos e fúteis” traçados em sua vida.

Ídolos são criados e mantidos para serem usados como massas de manobras, instigando mais ainda as massas humanas no sentido da idolatria, da falsa perspectiva, do desvio de direcionamento na vida, do consumismo doentio, etc.

Não é dado valor ao sentido coletivo e cooperativo entre os seres humanos no sentido da busca coletiva do bem estar de todos em prol da busca de melhores valores éticos, morais e justiça social.

Bem no topo da pirâmide do poder há uma elite composta por menos de mil pessoas que brincam com o ser humano, trata-os como cachorrinhos atrás de biscoitos e se divertam com as disputas que acontecem.

Juntos detêm mais de 70% de toda a riqueza do mundo e exercem o DOMÍNIO, o pior de todos os males da humanidade em toda a sua história QUE AGRIDE DIRETAMENTE A VIDA DE BILHÕES DE SERES HUMANOS.

Este domínio provoca toda esta miséria humana e esta miséria é a causa master de todas as desgraças sofridas pelo homem na sociedade.

Este domínio é a causa maior da miséria humana, econômica e mental, que provoca a guerra entre os povos, que provoca a fome, as diferenças sociais, as diferenças religiosas, e traz consigo em consequência as doenças, pestes e mortes em massa.

Há todo um sistema de crenças e dogmas que apóiam e suportam a criação de sistemas políticos e econômicos nas sociedades que criam as leis que estruturam este ESTADO DE DIREITO DO DOMÍNIO no mundo, em quase todos os países, e sempre que necessário para o estabelecimento deste Estado de Direito do Domínio, se recorre à corrupção do indivíduo.

O Domínio extrai do indivíduo o que de pior ele tem de si para dar a outrem.

O Domínio destrói o ser humano e o transforma em animal.

O Domínio estabelece crenças e inverdades na mente humana que provocam os seres humanos a criarem campanhas publicitárias com slogans doentios, que permitem que autores de livros, filmes e novelas continuem a exercê-los cega-mente ou com a mente cega.

Em verdade, a mente das pessoas está tão dogmatizada pela ordem estabelecida nesta civilização que ao ler estas palavras ou ouvir alguém falar contra o DOMÍNIO, automaticamente rejeita estes pensamentos sobre a escravidão mental que provoca toda a miséria humana.

Não rejeite tão depressa, apenas reflita com calma e passe a observar que tudo em que a sociedades acreditam está levando apenas o homem direto a conflitos existenciais, e todas estas bases de vida, estruturas sociais, políticas, e religiosas provocam somente as guerras, fomes, pestes e morte de milhões de seres humanos absolutamente desnecessariamente.

Não se trata de tentarmos mudar Presidentes, Senadores, Deputados, mas sim de mudarmos a nós mesmos primeiro sob a base de novos valores de consciência e mesmo que isto vá levar décadas para melhorar, comece hoje mesmo a sua transformação.

Todos nós temos que fazer algo a respeito disto, urgentemente, antes que seja tarde demais para cada um de nós mesmos.

Abordaremos outras questões nos próximos posts sobre este tema.

Acompanhe.

Por Atama Moriya em 09 de setembro de 2012.

Anúncios
Esse post foi publicado em Ascensão do Estado Totalitário no mundo e marcado , , , . Guardar link permanente.

2 respostas para 09 set 12 – A Ascensão do Novo Estado Totalitário no século XXI – série – Parte I – O Domínio

  1. Atama Moriya disse:

    Agradecido pelas palavras gentis.
    Não conhecia a frase de John Donne, mas é profundo.
    Abs.

  2. Como sempre ,Fantástico, o seu artigo!Lembrei-me de “John Donne” quando diz que , homem nenhum é uma ilha, cada homem é uma partícula do continente , uma parte da Terra………por isto não perguntem por quem os sinos dobram. Eles dobram por ti !Obrigada por mais esta lição de humanismo.
    Abraços

Opte por deixar comentários claros, concisos, compreensíveis e racionais. Evite palavrões, palavras ásperas e críticas/ofensas a outras pessoas. Lembre-se que este blog é muito lido por menores de idade. Por favor, deixe bons exemplos.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s