19 jul 12 – A guerra civil na Síria aumenta muito e transforma o país em campo de batalha

Lamentável que o ditador Presidente Sírio Bashar Al Assad não tenha deixado o poder quando do início da Primavera Árabe, há mais de um ano atrás. Sua queda é uma questão de tempo, ele sabe disto, mas ao combater o Povo com tanques, helicopteros, bombas e grandes bombardeios e metralhadoras de grosso calibre ele conseguiu apenas que o povo sírio se enfurecesse mais ainda.

Hoje toda a Síria virou um campo de batalha civil.

Diversos grupos se uniram no combate ao exército de Bashar Al Assad, não se sabe quem é quem. Tem grupos de libertação Free Syria Army que seria Islamita e são apoiados por grupos muçulmanos, e segundo suspeita-se membros da Al Qaeda e da Cia e Mossad que estão unidos desde a revolta da Libia e Egito. Tudo é possível no oriente médio.

Boa parte do exército sírio já desertou desde meados de 2011 por serem totalmente contra as ordens de matança e bombardeio de cidades rebeldes do Presidente ditador.

Este exército atua em conjunto com os insurgentes e os coordena em ataques e emboscadas aos membros do exército que ainda permanece fiel ao Presidente.

A medidas da ONU administrativas de “fechar” totalmente o governo Sírio, o Presidente, sua Família, e todos os membros da casta que os apoia foram insuficientes. Se tivessem bloqueados os bens, as contas e tudo que envolvesse sírios em todo o mundo, inclusive embaixadas e seus membros, certamente a pressão teria tido mais repercussão.

Há outros interesses envolvidos na Europa e pelos americanos que desconhecemos. A Rússia e a China não apoiam Bashar, contudo, também impedem uma ação direta do ocidente também por talvez temer os rumos do país tomado por influência americana e européia e seus grupos secretos na Síria.

A Síria tem uma importância estratégica na região, tem fronteiras importantes e nevrálgicas na possível guerra a acontecer contra o Irã.

Além disto passam pela Síria dois importantes oleodutos e gasodutos pertencentes a Arábia Saudita para exportação para a Europa. A interrupção destas linhas causaria muitos problemas aos europeus.

Hoje morrem por dia mais de cem pessoas neste conflito armado civil e diga-se a maioria de civis que não estão combatendo, incluindo mulheres e crianças, isto porque o exército de Bashar combate a esmo através de tiros de canhão e bombardeios até com mísseis de helicópteros.

Ao todo pelo menos 50 mil pessoas foram atingidas nesta guerra com algo em torno de 17 a 20 mil mortos em pouco mais de um ano de conflitos.

As armas dos rebeldes estão adentrando pelas fronteiras e suspeita-se vindas dos países da NATO.

A queda de Bashar é uma questão de tempo. Neste meio tempo ele semeou ódio popular que não poderá ser contido mais. O mundo não o apóia mais e será com certeza processado em Tribunais Internacionais de Direitos Humanos. Sua família também será perseguida também. Não tem mais saída.

Este é mais um capítulo histórico da Primavera Árabe e pintado com sangue como na Lybia de Kaddafi, lamentavelmente.

Enganam-se aqueles que acham que a Primavera Árabe vai parar por aí. Há muitos conflitos ainda não resolvidos em países produtores de petróleo como a Arabia Saudita.

Somando-se tudo, hoje há de cerca de 37 conflitos armados em diversos países, um numero que cresceu assustadoramente. Há cerca de 50 países em ritmo de turbulência interna que podem se tornar guerras civis também.

Ao invés de PAZ estamos vendo a GUERRA CRESCER.

E sabem por que? Pela falta da verdadeira democracia nos países.

A democracia hoje, mesmo em países desenvolvidos no Ocidente ainda é um processo em desenvolvimento, em mutação, e ainda não representa ” a verdadeira democracia ” que ainda surgirá em dias futuros neste Planeta.

A democracia em países sub-desenvolvidos é rudimentar ainda porquanto há muita manipulação pelas elites do Poder e por isto mesmo há muita injustiça social e econômica.

Enquanto ditadores (há pelo menos trinta nove ainda no Poder de seus países) e grupos elitistas dominarem politicamente seus países não HAVERÁ PAZ NO MUNDO.

A MISÉRIA É A RAINHA DE TODAS AS DESGRAÇAS HUMANAS. É A CAUSA MASTER DE 99% DE TODOS OS MALES QUE AFLIGEM A HUMANIDADE NOS DIAS ATUAIS.

DEVEMOS COMBATER NÃO OUTROS SERES HUMANOS, MAS A MISÉRIA CAUSADA PELA INJUSTIÇA SOCIAL E ECONÔMICA PRATICADA EM TODOS OS PAÍSES DO MUNDO.

A miséria ainda grassa em maior ou menor grau em pelo menos 150 países, soma-se isto a ditadura e falsas democracias, a exploração humana, a injustiça social, a desgraça humana, veremos que a Primavera Árabe é um movimento mundial e não restrito somente ao Oriente Médio.

Por Atama Moriya em 19 de julho de 2012.

 

Anúncios
Esse post foi publicado em NOTÍCIAS e marcado , , . Guardar link permanente.

Opte por deixar comentários claros, concisos, compreensíveis e racionais. Evite palavrões, palavras ásperas e críticas/ofensas a outras pessoas. Lembre-se que este blog é muito lido por menores de idade. Por favor, deixe bons exemplos.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s