04 jun 12 – O Tempo de Deus

Uma das três manifestações da existência emanado desde o primeiro sopro da criação: o tempo.

Ai, o tempo! Cuidado que os tempos são chegados!

No princípio nada existia porque o tempo não existia, mas ele se manifestou primeiro, senhor que precipita a própria criação, sem ele nada existiria e nele tudo existe e se manifesta.

Ele, o tempo é o próprio Deus, o Tempo, foi se será sempre o Tempo do Senhor, e quando nada mais existir e tudo voltar ao Nada, ou todo o tempo mergulha em Deus e tudo deixa de existir.

Nada é a não existência, portanto, o Nada hoje não existe, enquanto o tempo existir.

No primeiro sopro foi criado o tempo e todos os demais sopros são decorrentes do Senhor dos Tempos.

Todas as leis e manifestações ulteriores é o tempo que se encarrega de fazer existir e acontecer.

Ele, o Tempo se manifesta como tempo em todos os tempos e templos divinos. Assim, todas ase dimensões são compostas pelo tempo comandado pelo Tempo.

Tanto tempo percorre o nosso pensamento que sem ele, o tempo, nada deveria acontecer e nem ninguém deveria existir, mas o tempo também precipita os pensamentos que nos constrói e que constrói tudo a nossa volta.

Com o tempo nos esquecemos do Senhor Tempo, nem sequer imaginamos que ele sim comanda toda a vida e a morte, em todos os planos, dimensões que possamos ou consigamos imaginar e que sem ele nada somos, nada pensamos.

O Tempo é verdadeiramente o nosso Senhor, nele está a própria manifestação da existência de Deus em todas as formas de vida, desde uma partícula de uma poeira solar, uma bactéria, um partícula de um átomo, até as mais complexas formadas por conjuntos de células que formam a vida dos seres.

E no Tempo que se manifesta também a menor de todas as partículas, a menor, porém a mais poderosa de todas que é a partícula de Deus ou semente de Deus que habita o coração do ser humano. Esta partícula forma o nosso espírito e que é base de nossa alma, que é base para a nossa personalidade, que por sua vez permite que busquemos os pensamentos que nos torneia e nos tolda e que, finalmente, pode nos fazer existir por somente um tempo dentro do tempo do sopro ou para todo o sempre que é o dia em que o tempo deixando de existir, fará tudo retornar ao Nada absoluto.

Poucos homens compreenderam o tempo e enfim, o dominaram, a ponto de se tornarem imortais, como Siddarta Gautama que se tornou e se tronou como os Budas que governam também o Tempo como parte do sopro de Deus.

Só existem duas possibilidades na vida, seja em qualquer plano ou dimensão, a primeira como começamos, sendo um ator no palco da vida e sofrendo a aplicação das leis do tempo, ou quem sabe, uma segunda opção, com o tempo, dominando o Tempo em nós, para sermos também parte dos autores da vida no Universo, como parte do sopro divino.

Aquele que dominar o tempo mesmo que somente uns poucos segundos, dará o seu passo definitivo para a sua imortalização no Tempo e este é o grande objetivo da haver a existência do homem do Universo. Sem este objetivo o tempo nem ao menos existiria e nem mesmo a semente de Deus.

O tempo é Deus, o Criador, o Um se manifestando, o tempo todo, no Tempo de Deus e aquele que compreender esta chave enigmática estará apto para ser recebido em outro tempo nas dimensões dos mundos internos onde somente habitam os homens imortais que dominaram o tempo, no Tempo de Deus.

Em nossas vidas temos que apreender que tudo se manifesta conforme quer as leis do Universo, para este dia da criação, o quinto, como anunciados por Trimegistos (aquele que foi ungido três vezes), em perfeita ordem e justiça divina e somente se e quando o tempo certo e verdadeiro chegar. Nada há de mais justo, correto e perfeito em nossas vidas que a manifestação do tempo que a Justiça de Deus trará, custe o que custar em alegrias, sucessos, felicidades, assim como em dores e sofrimentos.

Toda a manifestação em nossas vidas, se não for para o nosso aprendizado, o será pela Justiça de Deus, conforme a nossa compreensão ou simplesmente pelo cumprimento da Lei, neste caso, repetidamente.

Tudo que está torto, errado, falso, involutivo perante a manifestação da vida, no propósito da vida, será um dia consertado, no grande concerto da vida, pela aplicação da Lei, porém sob o comando do Tempo de Deus.

As três potências de Deus, Onisciência, Onipresença e Onipotência se manifestam tão somente sob o comando do tempo, do Tempo de Deus, o qual é finalmente o Deus Imanifestado manifestado pelos sete incriados no tempo do primeiro sopro da vida.

Enquanto houver o nosso Universo, todo os nossos pensamentos e ações estarão gravados no Tempo de Deus e assim serão julgados pelo Tempo e no tempo serão justificados pelas leis, custe sete minutos, sete horas, sete dias, sete anos, setenta anos ou setecentos anos ou mesmo sete vidas ou sete gerações. Porque o tempo não esquece jamais enquanto durar o Tempo de Deus.

Não se apresse, não se atormente, mas se justifique, justifique por quê vives a seu tempo no Tempo de Deus.

Por Atama Moriya, em 04 de junho de 2012.

Esse post foi publicado em Evolucionismo, O Tempo de Deus, Por que sofres. Bookmark o link permanente.

Opte por deixar comentários claros, concisos, compreensíveis e racionais. Evite palavrões, palavras ásperas e críticas/ofensas a outras pessoas. Lembre-se que este blog é muito lido por menores de idade. Por favor, deixe bons exemplos.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s