03 mai 12 – Índigos, Cristais, Novos Seres Humanos, Sementes Estelares? O que isto significa? Vamos desmitificar os exageros?

Como vimos no texto sobre a “Importância das Raças” – a-importancia-das-racas/, a nossa humanidade se desenvolve através da evolução de sete raças, e cada raça se subdivide em sete sub-raças.

Neste momento estamos vivendo a evolução final da raça ariana, a conhecida por ser a quinta raça humana. Antes tivemos a quarta raça que foi a atlante e antes a terceira composta pelos lemurianos.

Para simplificar vamos nos ater a partir da raça lemuriana, pois quando houve a separação dos sexos e quando aos poucos ganhamos o formato do corpo humano atual, com evoluções pertinentes que vão sendo agregadas a cada passagem de sub-raças e raças.

Não confunda raças com raças que a ciência separa nos tempos atuais, como a raça branda, amarela, negra, indígena, etc.. Isto nada tem a haver. Na antropogênese da evolução humana os vários tipos de cada passagem são apenas tipificações diferentes em cada sub-raça para amealhar com mais rapidez as evoluções físicas desejadas e diferentes experiências culturais necessárias para o rápido aprendizado humano.

Tudo está em plena evolução, desde os tempos de Lemúria onde humanos tiveram corpos de até sessenta metros de altura, bastante fluídicos, mas parecidos com animais como os dinossauros do que este corpo humano neste formato.

Com a rápida evolução dos corpos, com novos arquétipos trazidos de outras evoluções no Universo, tudo reduziu de tamanho na Terra, plantas, animais e o homem, ganhando o formato mais próximo do atual, com mãos com três dedos e pés também com três dedos.

Ainda durante a raça lemuriana, acompanhando a antropogênese de HPB, houve a divisão dos sexos, passagem relatada na bíblia quando “Adam Kadmon” se dividiu em Adão e Eva. Mas isto é uma outra história longa que merece ser abordada em outros tempos.

Os nascimentos deixaram de ser realizados como os ovíparos e a mulher desenvolveu então a gestação ainda no final de Lemuría.

Na raça Atlante novas evoluções físicas foram agregadas, e principalmente no final da raça Atlante, entre a quinta e sétima sub-raças, atributos físicos parecidos com os nossos atuais foram adotados, como a substituições dos quatros dedos por cinco, já como seria a quinta raça Ariana que já se avizinhava. Leia mais em “Importância das Raças”

A raça ariana inicia-se com a primeira sub-raça há centenas de milhares de anos atrás. Eram antigos homem das cavernas, um biotipo evoluído do Neandertal, completamente diferente em habilidades, capacidades e inteligência, um arquétipo evoluído, bem evoluído e ainda assim bem menos denso que os Atlantes que então já desapareciam do Planeta para dar lugar a nova Raça.

Os últimos Atlantes estiveram ainda conosco e acompanharam a evolução dos arianos até dez mil anos atrás, aproximadamente e saíram de cena porque assim tem de ser na evolução das raças. Alguns dos legados Atlantes são os restos de pirâmides que são encontradas ainda hoje, já sem o revestimento de oricalque e sem os maquinários. A grande maioria das pirâmides ainda permanece submersa sob o solo, ou sob as areias ou sob as profundezas do mar.

Para que este introito? Para que todos compreendem o tempo atual da raça ariana que passa exatamente neste milênio com a substituição de toda a sub-raça teutônica, a quinta sub-raça, pela nova sub-raça, a sexta sub-raça ariana, a qual o Prof. JHS denominou de sexta sub-raça “bimânica”, ou duplo mental. Finalmente à sexta sub-raça virá a última sub-raça ariana que convencionou-se chamar de “ata-bimânica”.

Os nomes pouco importam, poderemos chamar a atual sub-raça de índigos, também como está se tornando popular em função da cor de sua aura. Como também poderíamos chamar de azuis ou mesmo chamar de “dourados” pois esta será a cor da tez que predominará dentro de alguns milênios.

A partir deste novo milênio, mais precisamente a partir de meados da década passada e seguramente a partir de 2013 quando se encerra o período de transição de eras, de peixes para aquário, todas as crianças, 100% das crianças já nascem como sementes da nova sub-raça índigo, dourado, ou bimânicos.

Porém, como sempre acontece neste período, em numero insignificante, ainda teremos algumas crianças da quinta sub-raça teutônica, e por ventura alguns ainda da quarta sub-raça anterior aos teutônicos. Mas por serem um numero muito pequeno, não precisa ser levado em consideração.

É bom esclarecer que sempre convivemos entre os teutônicos com muitos humanos ainda pertencentes a terceira e quarta sub-raças anteriores, mas esta mistura tende a ficar insignificante neste milênio e desaparecerá definitivamente em pouco tempo.

A cada mudança de sub-raça há uma enorme mudança evolutiva também, e assim tem de ser para darmos continuidade à evolução humana que está longe de ter encerrada. O ser humano atual, como conhecemos, ainda está muito longe de se considerar a forma final, um produto pronto e acabado.

Tudo está sendo modificado, alterado e melhorado. No Universo nada está parado, nada está acabado, e a evolução é obrigatória, uma condição “sine quá non” para a própria existência humana no Universo.

Já comentamos com ênfase a antropogênese no texto das Importância das Raças – https://atamamoriya.wordpress.com/2007/12/12/a-importancia-das-racas/, quando os melhores atributos físicos serão ainda agregados num futuro, como uma melhor coordenação motora, mais dedos em cada mão, maior longevidade que alcançará facilmente 144 anos, resistência física, resistência ao envelhecimento, resistência a doenças, olhos de águia, ouvidos apurados como dos cães, olfatos apurados, sinestesias completas com cores, som, paladar.

E principalmente a capacidade mental bimânica que significa basicamente o poder evoluído de comunicação com o plano mental, onde todas as coisas são criadas em nossa existência. O cérebro antes dividido entre hemisfério direito e esquerdo operará de forma completa e uníssona com esta ligação mental superior que permite acessar todos os arquivos do conhecimento humano instantaneamente, no que neste princípios vamos denominar do sexto sentido, o sentido “intuitivo”.

Para acompanhar esta evolução física, claramente era necessário e fundamental que todas as novas sementes sejam de almas melhores, com vibrações maiores, posto que o Planeta também está evoluindo e se sutilizando também.

No futuro nenhum corpo físico da quarta sub-raça que se findou, a teotônica, poderia sobreviver a nova vibração planetária que se adentua a cada ano. Em um século não haverá mais ninguém de sub-raças em função desta nova vibração planetária.

O que são almas melhores?

Pois bem, as novas almas que encarnam neste milênio, em 100% dos casos, são aquelas melhores com vivências muito antigas de todas as raças anteriores deste planeta. Não está vindo nenhuma alma de outros planetas para viver esta ova experiência na Terra. As almas que aqui temos aguardando este momento já são mais que suficientes para dar este novo impulso evolutivo ao planeta, a nossa civilização a nossa humanidade.

Haverá uma fortíssima evolução, notadamente a partir deste meio de século em todos os campos do conhecimento, desde as ciências que se unirão em uma só, as artes, musica, filosofias, matemática, física, etc..

Hoje a civilização enfrenta 90% de recrudescimento de alma, 90% de maldades, o mal prevalece neste momento, porém, com a chegada desta nova sub-raça isto vai gradativamente mudar e mal vai aos poucos diminuir até o equilíbrio durante toda a Era de Aquário.

Há muita mistificação, um certo exagero hoje com relação a denominar certas crianças de índigos, cristais, sementes vindas do espaço, de outros planetas mais adiantados, etc.. Nada disto. Todas as crianças que nascem hoje são 100% da nova sub-raça, todas são índigos como queiram chamar. Algumas, serão expoentes, dotados de capacidades maiores, serão os grandes físicos, matemáticos, filósofos, músicos, atletas, enfim, gênios em seu ofício e serão algo de 25% mais capazes que um Einstein, por exemplo.

Mas todas, são exceção, serão no mínimo superiores em 25% a média alta da atual sub-raça teutônica. Portanto, o coeficiente de inteligência será normalmente superior a 100. Milhares e até milhões terão este coeficiente acima de 150, portanto, será muito mais uma característica geral que única.

A mistificação coloca como característica a capacidade de espiritualidade destas novas crianças. Isto é fato porque todas, sem exceção terão duplo mental, raciocinam no plano físico e no plano mental, o mundo das ideias, da criação. Porém, isto não significa que todas irão demonstrar esta alta espiritualidade, capacidades espirituais de profecias, de ver almas, outros astrais, anjos, gnomos, duendes, etc.. Isto vai de acordo com os objetivos individuais de cada encarnação.

Certamente teremos muitos, milhares, deles que não demonstrarão nenhuma atração ao incognoscível, as religiões, as filosofias, etc., mas demonstrarão muitas outras capacidades por exemplo nas ciências, nas artes, na matemática, na química, na física, na economia, na política, etc…, e nem por isto deixará de ser um ser da nova era, da nova sub-raça.

Então, vamos devagar com as sectarizações.

Crianças, sejam bem-vindas à nova ERA de AQUARIUS.

Por Atama Moriya, em 03 de maio de 2012.

About these ads
Esse post foi publicado em "2012" - Fim de um ciclo, Raças e marcado , , , , , , , . Guardar link permanente.

5 respostas para 03 mai 12 – Índigos, Cristais, Novos Seres Humanos, Sementes Estelares? O que isto significa? Vamos desmitificar os exageros?

  1. Anjo Igor disse:

    Saudações.
    EU SOU O QUE SOU; também um índigo,tenho 50 anos,sou Arcturiano,Carian,Felino,cristo,Yogi,Shiva,Budha e tenho DNA de réptil.
    Essas entre algumas formas almas(sexta dimensão)venho da monada de Athená,e da 18 dimensão,Miguel.
    Fui almas importante no passado de Gaia,participei e ainda participo da ativação e ampliação dos cristais atlantes,estou me dirigindo(por ordens superiores)para Mucugê-Ba,me conectar com o,e quem de direito…
    O Nome crianças são eternos,e não só diz respeito as atuais,nascidas agora.
    Elas nasceram no meado da década de 60,mas alguns vieram antes para enganar as trevas,com
    tarefas específicas.
    A flor de Lótus Rosa é a credencial…

    Saudações
    Assim seja

  2. alexandre pereira disse:

    ola! um bom trabalho que tu realizou em seu blogsite. a muito tempo eu olhava pro ceu( quando menino) e sentia uma dor, um vazio grande demais… passa se o tempo, eu me espiritualizei, e descobri sobre essas raças indigos. meus ideais, meu comportamento, minha funcionalidade mental, diferente. nao tenho nenhum super poder, ou faço calculos dificeis, mas minha conduta boa, se torna diferente. me enquadro nesses tipos de seres! e pra completar tenho disleccia. muito ruim, pois tenho uma dificuldade em memorizar texto, qualquer coisa que requer memoria fotografica. tenho 38 anos de idade… ja fui mal interpretado, mal intendido, mal isso ou aquilo… mas deixando eu um pouco de lado, gostei dessa pagina sua… muita luz azul!!!

  3. A primeira vez que ouvi falar no tema crianças estelares foi na novela das seis da globo “AMOR ETERNO AMOR” e não sei por que isse tema ficou na minha cabeça e só agora resolvi pesquisá-lo, agradeço as informações ricas que obtive e não sei como explicar, acredito em tudo que ví escrito aqui. Agora estou me perguntando será que faço parte dessas sementes estelares? Isso só o tempo e os exercícios que vou fazer poderá me esclarecer.
    Obrigada, Atama.
    tenho 40 anos e acredito em muitas coisas…

  4. Adriana disse:

    Voltei! (risos)
    Bem, então quer dizer que estes novos seres ou crianças índigos/cristal não vieram de outros planetas mais evoluído? Mas sim, almas já adiantas do nosso próprio planeta para dar o impulso ou empurrão na evolução. Interessante este ponto de vista, Atama. Faz sentido!
    Provavelmente existem vários seres humanos evoluído destas raças antigas, irmãos mais velhos, almas com grande conhecimento que tem total condição de nos auxiliar nesta transição de Eras, de renovação de ciclos.
    Também, faz muito sentido desmistificar a ideia de que serão seres propícios a espiritualidade. Talvez até muitos o sejam. Mas não está espiritualidade atual, cheia de amarras e dogmática. Não é mesmo Atama?

    Bjs.
    Adri

  5. Adriana disse:

    Boa noite à todos!

    Atama, muito bom o seu esclarecimento sobre as novas crianças ou os novos seres da nova Era.

    “A mistificação coloca como característica a capacidade de espiritualidade destas novas crianças. Isto é fato porque todas, sem exceção terão duplo mental, raciocinam no plano físico e no plano mental, o mundo das ideias, da criação. Porém, isto não significa que todas irão demonstrar esta alta espiritualidade, capacidades espirituais de profecias, de ver almas, outros astrais, anjos, gnomos, duendes, etc.. Isto vai de acordo com os objetivos individuais de cada encarnação.”

    Bjs.

Opte por deixar comentários claros, concisos, compreensíveis e racionais. Evite palavrões, palavras ásperas e críticas/ofensas a outras pessoas. Lembre-se que este blog é muito lido por menores de idade. Por favor, deixe bons exemplos.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s