29 mar 12 – Uma família exemplar! “Família Lobão é campeã de faltas no Congresso”

Congresso em Foco demonstrou que metade dos políticos que exerceram mandato de deputado federal ou senador no ano passado pertence a famílias que ocupam ou ocuparam mandatos eletivos.

“A mulher e o filho do ministro das Minas e Energia, Edison Lobão, foram os parlamentares que mais estiveram ausentes das sessões de 2011. Mesmo tendo comparecido a apenas 20 dos 121 dias de votação, a deputada Nice recebeu R$ 470 mil”

“A deputada, de 75 anos, compareceu a apenas 19 dos 107 dias com sessões deliberativas da Câmara e apresentou justificativa para 87 de suas 88 ausências ano passado. O roteiro continua o mesmo em 2012: até o dia 20 de março, ela havia aparecido uma única vez na Casa. Desde que assumiu seu quarto mandato, Nice não apresentou nem relatou qualquer proposta, tampouco se pronunciou em plenário. Registrou presença em somente duas das 84 reuniões da Comissão de Educação e Cultura, da qual é titular.”

“Sempre a postos para substituir o pai no Senado, Lobão Filho atribuiu a problemas de saúde, como a mãe, a maioria de suas ausências nas sessões deliberativas. O senador, de 47 anos, não esteve presente em 59 das 126 sessões a que deveria ter comparecido no ano passado. Foram oito faltas ainda não justificadas, 26 licenças médicas e 25 por interesse particular, único tipo que não implica ônus para os cofres públicos.”

“Para a cientista política Arleth Borges, da Universidade Federal do Maranhão (UFMA), o caso do número de ausências da deputada Nice Lobão (PSB-MA) revela dois pontos. Primeiro: o desempenho parlamentar não é hoje determinante para uma eleição. Segundo: as elites políticas brasileiras mantêm o costume de dar as costas ao eleitorado logo após se elegerem.

De acordo com a professora, as elites políticas brasileiras se consideram dispensadas de oferecer contrapartidas mínimas ao eleitorado e se valem do controle dos meios de comunicação para manter o poder. “Mesmo com potencial para causar indignação, esse tipo de informação sobre a atuação deles não chega ao eleitor. A família Lobão, por exemplo, participa do monopólio dos grandes grupos de comunicação do estado”, afirma Arleth.

Um terceiro ponto destacado pela professora é a força das alianças feitas por políticos tradicionais, como os Lobão, com lideranças locais, geralmente prefeitos que arregimentam eleitores para seu grupo. “As razões para essas alianças envolvem muitas trocas entre candidatos e lideranças, movimentando benefícios materiais para os municípios ou para os próprios agentes; financiamentos de campanhas; campanhas em ‘dobradinha’; acesso privilegiado a serviços do poder público; convênios, nos casos em que o governador atua como uma espécie de fiador desses acordos; vínculos de parentesco etc.”, afirma. Mas os elementos negociados, por diversos que são, precisam ser vistos caso a caso, pondera a cientista política.”

E ainda termina acrescentando uma informação terrível, mas conhecida e nem um pouco divulgada aos eleitores brasileiros:

“O clã Lobão é apenas um dentre muitos que habitam o Parlamento brasileiro. Levantamento feito pelo Congresso em Foco demonstrou que metade dos políticos que exerceram mandato de deputado federal ou senador no ano passado pertence a famílias que ocupam ou ocuparam mandatos eletivos.”

fonte:

http://congressoemfoco.uol.com.br/familia-lobao-e-campea-de-faltas-no-congresso.html

http://congressoemfoco.uol.com.br/o-peso-politico-do-sobrenome.html

O Maranhão é sem dúvida alguma um dos piores estados brasileiros para se viver, um dos mais pobres, um dos piores em níveis de ensino e saúde. Por séculos convivendo com os clãs Lobão e Sarney nada tem de digno para oferecer ao seu povo tripudiado e mantido na miséria e ignorância por conveniência política. Quando adoecem ninguém destes políticos e família são tratados em seu Estado natal, correm todos aos hospitais particulares de São Paulo. Pois é, lá não deve existir nenhum hospital de qualidade e eles governam sem se importarem que seu próprio povo sofre com isto.

Mas o mais incrível e irônico é tentar entender como e por que o povo continua a votar nestes “velhos políticos”?

Quando será que o Povo brasileiro irá compreender que estes “velhos políticos”, os de sempre há décadas no Poder nada mais tem a oferecer a este país?

Esta “velharia” está empesteando este país em todo os estados do país, e não é? Vejam a relação de pré-candidatos a prefeito e vereadores em suas cidades. Este ciclo tem de acabar agora se queremos mudar este país.

Chega, não acham?

Por Atama Moriya em 29 de março de 2012.

Anúncios
Esse post foi publicado em "2012" - Fim de um ciclo, Brasil-Líder do Milênio e marcado , , , . Guardar link permanente.

Opte por deixar comentários claros, concisos, compreensíveis e racionais. Evite palavrões, palavras ásperas e críticas/ofensas a outras pessoas. Lembre-se que este blog é muito lido por menores de idade. Por favor, deixe bons exemplos.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s