07 dez 11 – Brasil perdeu grande oportunidade de crescimento real em 2011

Ainda no segundo semestre de 2010 o governo já vinha adotando uma série de medidas mais restritivas ao crescimento econômico e principalmente aumentando a taxa de juros da selic.

Medidas que dissemos que eram péssimas e não teriam nenhum efeito positivo e hoje vemos o quanto foram erradas aquelas decisões.

Lamentavelmente o Banco Central aumentou seguidamente a taxa de juros sob a égide de conter a inflação, uma medida inócua e infeliz. Nas circunstâncias atuais com o mundo vivendo grandes turbulências econômicas em muitos países ricos, mas experimentando grande crescimento nos países em desenvolvimento, subir a taxa de juros só piora a situação das contas públicas ao pagar juros cada vez maiores.

Seguir a cartilha econômica ortodoxa há muito tempo não resolve nada em termos de crises econômicas, e basta ver que nada ajudou aos países da Europa e os EUA. Tem de continuar a ser mais criativo, mais flexível mesmo porque as condições da economia brasileira não seguem cartilha alguma e apresenta um modelo impar no mundo.

Resultado das infelizes medidas tomadas principalmente no inicio de 2011: o Brasil teve um crescimento praticamente “zero”, qual seja uma taxa estimada de 3,2% prevista. Isto é zero se descontarmos a taxa de natalidade e o nível de desemprego atual.

Vários países em desenvolvimento, como a Índia, China, Rússia, Turquia estão experimentando um crescimento econômico superior a 7% mesmo com o freio de mão puxado.

O Brasil, como todos os países precisa adotar políticas específicas para controle da inflação, como a redução de impostos para consumo interno, aumento de impostos para importação de produtos similares, estímulos a produção de alimentos e vestuários, custos de transportes como combustíveis e fretes, etc..

Medidas de contenção do crédito podem ser adotadas sem mexer na oferta, mas nos juros menores e aplicações de limitações dependendo do setor.

Subir a taxa selic foi o pior do enganos que somente aumentou o serviço da divida do governo e da população. Uma burrice total que apenas engordou os bolsos dos bancos. O nosso ministro Mantega é mesmo uma Manteiga mole, incapaz de conduzir este país em direção ao progresso do trabalhador brasileiro. Hoje veio com um discurso de que está tudo sob controle, uma piada de mau gosto. Deveria ter sido demitido por incompetência técnica na gestão da economia.

Triste reconhecer que este é um país que um monte de incompetentes singra nos governos municipais, estaduais e federal e eles formam um exercito de cretinos atrasando o desenvolvimento do país.

E deve-se continuar a estimular o crescimento até que o nível de desemprego atinja índices inferiores a cinco por cento e sem medo de errar.

Quanto mais próximos ficamos do nível de pleno emprego mais certeza que enfim vamos promover o aumento real da renda média do trabalhador e isto sim é que promove o progresso dos trabalhadores e da nação.

Quanto a inflação, é incrível que praticamente tudo que consumimos de importante é produzido aqui mesmo e mesmo assim não conseguimos controlar estes preços. Temos a faca, o queijo e ovos e não sabemos fazer a omelete. É muita falta de competência ou mesmo má fé.

Por Atama Moriya em 07-12-11.

Anúncios
Esse post foi publicado em Brasil-Líder do Milênio, Crise econômica e marcado . Guardar link permanente.

Opte por deixar comentários claros, concisos, compreensíveis e racionais. Evite palavrões, palavras ásperas e críticas/ofensas a outras pessoas. Lembre-se que este blog é muito lido por menores de idade. Por favor, deixe bons exemplos.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s