16 nov 11 – Crise econômica da zona do euro também atinge o futebol

Aparentemente está demorando para a crise atingir de vez os esportes com verbas gigantes na Europa como o futebol, mas ela está apenas começando e tenho certeza que vai recrudescer muito durante os próximos anos. Já no inicio da próxima temporada no verão europeu muita coisa vai acontecer e muitos contratos serão revistos e certamente muitos atletas serão negociados e liberados para voltarem a seus países, como os brasileiros.

Em crises econômicas as verbas publicitárias se reduzem, o consumo cai, as cotas de televisão caem, o numero de torcedores caem, enfim não haverá ilhas de prosperidade em nenhuma economia em crise na Europa. Fato natural e consequência esperada.

Na Espanha quase o campeonato não começa por falta de verbas para clubes coadjuvantes fora da polaridade Real Madrid e Barcelona, que também serãoa tingidos por crises no ano que vem, a não ser que consigam investimentos publicitários de homens ricos do petróleo ou empresas dos Emirados ou Arábia Saudita, como alguns outros clubes europeus como o Chelsea, o Anzhi, a Inter, o Shaktar, porém são poucos.

Vejam esta notícia:

“FC Porto, Benfica e Sporting terão de baixar salários

Paulo Jorge Pereira e Luís Magalhães   com Marta Talhão
16/11/11 00:05

Michel Platini, líder da UEFA, fala em 1,4 mil milhões de euros anuais perdidos pelos clubes europeus.

Luís Filipe Vieira, presidente do Benfica, assumiu no passado sábado que as dificuldades econômicas dos próximos anos vão obrigar o clube a “investir menos”. “Os próximos anos vão ser duríssimos do ponto de vista econômico. Todos estão a sentir dificuldades no dia-a-dia e, infelizmente, essas dificuldades vão agravar-se”, reconhece Vieira. Os relatórios e contas dos três grandes portugueses revelaram que o Sporting registrou, em 2010/11, um déficit de 43,9 milhões de euros, o Benfica um prejuízo de 7,7 milhões e o FC Porto apresentou um lucro de pouco mais de meio milhão de euros.

Pedro Lino, da corretora Dif, opina: “Há muito tempo que a contenção anunciada deveria ter começado. É inadmissível que as SAD estejam a acumular passivos que, em conjunto, rondam os 800 milhões de euros, qualquer outra empresa teria falido.” E sublinha: “As SAD não foram tratadas em bolsa como uma empresa normal, vivendo mais da imagem. E, como o setor financeiro atribuiu crédito barato, foi preciso que se atingisse o limite para que o futebol implodisse como o resto da economia. Agora, com receitas em queda, menos espectadores, patrocinadores e publicidade, o futebol enfrenta as mesmas dificuldades das empresas e, por exemplo, tal como o Estado, terá de baixar salários”.

“O futebol europeu perde 1,4 bilhões de euros por ano”, diz o líder da UEFA, Michel Platini, em entrevista ao diário desportivo italiano “La Gazzettadello Sport”. Este número representa um aumento no passivo dos clubes europeus em relação a 2009, altura em que o montante se fixava em 1,2 bilhões de euros, segundo Emanuel Medeiros, diretor-executivo da Associação de Ligas Européias de Futebol Profissional (EPFL).”

http://economico.sapo.pt/noticias/fc-porto-benfica-e-sporting-terao-de-baixar-salarios_131448.html

Anúncios
Esse post foi publicado em Crise econômica e marcado , . Guardar link permanente.

Opte por deixar comentários claros, concisos, compreensíveis e racionais. Evite palavrões, palavras ásperas e críticas/ofensas a outras pessoas. Lembre-se que este blog é muito lido por menores de idade. Por favor, deixe bons exemplos.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s