14 out 2011 – Milagre na política – Surgiu um Deputado Honesto e Ético!

Vejam a que ponto chegamos: o Brasil (o Povo) está elogiando um deputado federal que mostrou honra, ética e consciência e agiu de fato e não ficou no discurso dos ETs do Congresso. O que deveria ser lugar comum é uma exceção, seguida em parte somente por um outro deputado do Congresso.

Vejam os fatos que tem sido noticiado:

José Antônio Reguffe (PDT-DF) foi eleito deputado federal com a maior votação proporcional do País – 18,95% dos votos válidos (266.465 mil) no Distrito Federal. Caiu no gosto do eleitorado graças às posturas éticas adotadas como deputado distrital (cargo anterior).

De uma tacada só protocolou vários ofícios na Diretoria-Geral da Casa. Abriu mão dos salários extras que os parlamentares recebem (14° e 15° salários), reduziu sua verba de gabinete e o número de assessores a que teria direito, de 25 para apenas 9. E tudo em caráter irrevogável, nem se ele quiser poderá voltar atrás. Além disso, reduziu em mais de 80% a cota interna do gabinete, o chamado “cotão”. Dos R$23.030 aque teria direito por mês, reduziu para apenas R$ 4.600.

O deputado Reguffe abriu mão também de toda verba indenizatória, de toda cota de passagens aéreas e do auxílio-moradia, tudo também em caráter irrevogável. Sozinho, vai economizar aos cofres públicos mais de R$ 2,3 milhões nos quatro anos de mandato. Se os outros 512 deputados seguissem o seu exemplo, a economia aos cofres públicos seria superior a R$ 1,2 bilhão.

Li sua entrevista na Isto É e fiquei bastante satisfeito com suas opiniões.

Eis um trecho da entrevista:


ISTOÉ – Com essa atitude na Câmara Legislativa, o sr. recebeu uma pressão dos colegas. Não teme sofrer as mesmas pressões na Câmara Federal?

 

JOSÉ ANTÔNIO REGUFFE – É verdade. Eu fui investigado, pressionado. Mas não quero ser mais realista que o rei, sou um ser humano como qualquer outro, erro, falho, mas quero cumprir os compromissos com as pessoas que votaram em mim. Uma pessoa que se propõe a ser representante da população tem que cumprir sua palavra. O mau político vai me odiar. Eu sei que é difícil trabalhar num lugar onde a maioria o odeia. Quero provar que é possível exercer o mandato parlamentar gastando bem menos e desperdiçando menos dinheiro dos cofres públicos.

 

ISTOÉ – Quando houve a crise do mensalão do DEM em Brasília o sr. realmente pensou em abandonar a política?

 

JOSÉ ANTÔNIO REGUFFE – Houve alguns momentos em meu mandato que pensei em não ser candidato a nada, por uma decepção muito grande com a classe política. E uma decepção quanto à forma como a sociedade enxerga a política, da sociedade achar que todo político é corrupto.

 

ISTOÉ – O sr. já tem projetos para o seu mandato? A reforma política é um deles?

 

JOSÉ ANTÔNIO REGUFFE – Sim. Vou apresentar uma proposta de reforma política em cinco pontos. A população não se considera representada pela classe política e é preciso modificar isso. O primeiro ponto é o fim da reeleição para cargos majoritários, como prefeito e governador, e o limite de uma única reeleição para cargos legislativos. Tem gente que é deputado há 40 anos. Mas a política deve ser um serviço e não uma profissão.

 

ISTOÉ – E os outros quatros pontos?

 

JOSÉ ANTÔNIO REGUFFE – Vou propor o fim do voto obrigatório. A eleição do Tiririca, em São Paulo, é o resultado do que ocorre quando se obriga a população a votar. Ela vota em qualquer um. O terceiro ponto é o voto distrital. A quarta proposta é um sistema de revogabilidade de mandato, no qual o eleitor poderia pedir o mandato do candidato eleito, caso ele não cumpra seus compromissos. Por fim, defendo o financiamento público de campanha.”

Leia a integra em:

entrevista/UM+HOMEM+FICHA+LIMPA

e mais algumas reportagens:

uol/2011/04/15/deputado-cria-inimigos-na-camara.jhtm

tribunadaimprensa

ficha no Congresso do Deputado Reguffe

O deputado toca em pontos que acho fundamentais para construirmos uma democracia melhor como a redução de 513 para 250 deputados apenas. Considero também um numero absurdo de deputados como também no Senado que deveria se limitar a no máximo um representante por Estado.

Também considera importante um limite para apenas uma reeleição nos cargos legislativos, um ponto fundamental para a democracia. Renovação é muito importante e já que os ETs do Congresso não se tocam, tem mesmo que impor uma limitação na legislação.

Contudo, é forçoso admitir que “vai chover no molhado”. Os ETs não vão permitir nada destas propostas e vão tentar ridicularizá-lo. Mas não temo porque sei que estas propostas cada dia mais serão abraçadas por outros candidatos futuros e um dia que eu espero não demore mudaremos este país.

O nosso Povo ainda não sabe votar, portanto o fim do voto obrigatório e o estabelecimento do voto distrital seriam fundamentais, até lá, aqueles que são mais conscientes devem mesmo se mobilizar nas escolhas dos candidatos e fazendo propaganda verbal daqueles que sejam verdadeiramente conscientes de que a farra do boi no Congresso não pode continuar e que somente com o fim deste “populismo invertido” poderemos estabelecer verdades democráticas neste país, país que infelizmente ainda vive uma democracia de “faz de conta”, um resquício da época dos militares que favoreceram a “elitização política”.

Chega de ETs no Congresso!

A corrupção em Brasília só vai diminuir de fato quando acabarmos com políticos profissionais e fundamentar uma tese democrática: exercer um cago nos três poderes: executivo, legislativo e judiciário não é profissão e sim um SERVIÇO PÚBLICO PRESTADO AO POVO. Qualquer outro entendimento diferente é um pensamento corrupto também e deve ser combatido, pois demonstra apenas o alto grau de egoísmo das pessoas.

Rui Barbosa estava certo com a célebre frase sobre a iniqüidade, porém nós temos que mudar hoje para mudarmos o amanhã e não ficarmos sentados, rezando em cultos por aí esperando que Deus resolva tudo.

Já disse antes e repito aqui: Deus não vai resolver nada que esteja ao alcance de ser solucionado pela vontade do próprio homem. E quem disser o contrário é minimamente um hipócrita que manipula outros homens convenientemente.

Por Atama Moriya em 14-10-11.

Anúncios
Esse post foi publicado em Ética e Razão, Brasil-Líder do Milênio, NOTÍCIAS e marcado , . Guardar link permanente.

2 respostas para 14 out 2011 – Milagre na política – Surgiu um Deputado Honesto e Ético!

  1. Alex-Rs disse:

    Outro grande politico é o Marcelo Freixo que teve que deixar o País por ameaça de morte.

  2. Excelente reportagem a vossa postagem, até porque, achar um honesto na política brasileira é ato de herói, parabéns pelo reconhecimento daquele que merece e espera-se que ele próprio não pense que mereça reconhecimento por honestidade, pois que esta é a obrigação dos seres que “se consideram” humanos, a nós outros sim cabe buscar pessoas assim para nos dirigir a um melhor horizonte.
    Se somente uma vela permanecer acesa a escuridão já não será tão escura, pois nenhuma sombra é capaz de, por si, apagar essa tênue, porém evidente LUZ.
    Abraços, Marcus.

Opte por deixar comentários claros, concisos, compreensíveis e racionais. Evite palavrões, palavras ásperas e críticas/ofensas a outras pessoas. Lembre-se que este blog é muito lido por menores de idade. Por favor, deixe bons exemplos.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s