21 jul 11 – Aprovado novo empréstimo a Grécia: 100 bilhões de euros

Hoje, apertados pela situação líderes do MCE aprovaram novo empréstimo a Grécia, porém, é bom que se diga que foi mais pela pressão e pelo medo do efeito dominó sobre os mercados.

Explica-se: a dívida a ser saudada pelo governo são títulos vencidos e que precisam serem resgatados junto a bancos, gregos, europeus e também americanos.

Honrados estes compromissos, este bancos saudarão créditos de investimentos junto aos investidores destes créditos. Ou seja, todo este empréstimo vai parar nas mãos dos investidores.

Ora, nada mais absurdo. Se os investidores fizeram uma aposta ruim, porque o seu capital deveria ser salvo? Por que os investidores devem ser salvos de suas especulações?  Por que os ganhos de investidores especulativos precisam serem preservados.

Quando alguem faz um mau investimento na bolsa por exemplo e perde tudo, ele se conforma e vai em frente. Por que mega investidores nunca, nunca podem perder???

Eis a pergunta que o povo grego esta fazendo: “os caras não podem perder, e por isso mesmo, o povo grego é que vai pagar todos estes empréstimos. Claro, o dinheiro é emprestado, alguém tem de pagá-lo e não tenham dúvidas que vai sobrar somente para os trabalhadores.

O futuro para os trabalhadores gregos é sombrio, afinal como um pequeno país, uma ilha, com todo respeito, mas com apenas 11 milhões de habitantes vai honrar estes compromissos que não param por aí e podem ultrapassar a 300 bilhões de euros?

A economia grega é limitada e tem seus ganhos centrados em bandeiras marítimas comerciais (com cerca de 5 mil navios) e muito turismo (16 milhões de turistas anualmente), porém, isto não é suficiente para justificar o seu PIB, que como em toda a Europa está superestimado com relação ao que de fato eles produzem. Esta dicotomia é o considero irreal em todo o mundo e é justamente a globalização econômica que vai fazer estes fatores se ajustarem na direção do equilíbrio e produção para justificar riquezas. Um processo que será longo e muito doloroso para muitos países.

Não sei se os trabalhadores gregos vão mesmo aceitar ficarem com o ônus das barbaridades financeiras.

O efeito dominó foi seguro neste momento, mas é apenas uma medida paliativa, porque a causa destes problemas continua lá, vivo, latente. Logo mais países vão entrar na fila de empréstimos e mais trabalhadores serão sacrificados.

Até quando? É esperar para ver.

Por Atama Moriya, em 21-07-2011.

 

Esse post foi publicado em "2012" - Fim de um ciclo, Crise econômica e marcado , . Guardar link permanente.

Opte por deixar comentários claros, concisos, compreensíveis e racionais. Evite palavrões, palavras ásperas e críticas/ofensas a outras pessoas. Lembre-se que este blog é muito lido por menores de idade. Por favor, deixe bons exemplos.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s