28 mar. 11 – Novo Forte Terremoto no Japão

Ontem novo terremoto atingiu Miyagi, foi no mar, mas sua intensidade fez tremer a terra por cerca de cinco minutos.

As agencias internacionais classificam este terremoto ocorrido no mar próximo a costa, na mesma região do terremoto devastador, de magnitude 6,5 na escala Richter.

Não houve problemas de tsunamis.

Porém, parece que este novo terremoto está causando mais problemas nos reatores de Fukushima, cuja Usina Nuclear continua contaminando o país com material radioativo.

Reatores de Fukushima


Não há muitas informações, mas o reator 3 estava vazando material radioativo há dias e sem previsão de controle imediato da situação.

Há informações que nuvens com partículas radioativas atingiram já os EUA, mas segundo autoridades americanas os níveis são baixos e toleráveis.

As notícias neste momento são muito desencontradas, aliás a semana toda passada foram muitas notícias sem confirmações firmes.

Uns dizem que tudo está sob controle, enquanto outros falam em uma super-operação de evacuação na região de Fukushima. Será?

No Japão, após o grande terremoto de 8,9 graus, pelo menos sessenta outros com intensidade de cinco ou mais já ocorreram em vários pontos do mar. O de ontem foi um pouco mais próximo da costa, por isso seus efeitos foram sentidos em terra.

Os sismólogos não sabem explicar por que tantos sucessivos terremotos e se isto vai continuar por mais tempo.

O continente japonês já se moveu 2,4 m conforme medições de GPS e o solo afundou cerca de 66 cm até agora. A placa toda da região continua se movimentando, deslizando como dizem os cientistas.

Em dezembro passado, mesmo sem terremoto, o continente da Indonésia afundou na parte litorânea por deslizamento da placa, e de forma lenta o mar invadiu o continente por centenas de metros em alguns lugares do litoral. Mas não houve mais notícias sobre este acontecimento.

Neste momento o problema maior é mesmo a Usina Nuclear de Fukushima e este vazamento do reator 3 que não consegue ser contido.

Por Atama Moriya em 28-03-11.

Anúncios
Esse post foi publicado em "2012" - Fim de um ciclo e marcado . Guardar link permanente.

4 respostas para 28 mar. 11 – Novo Forte Terremoto no Japão

  1. Um Amigo disse:

    Olá amigos, ambos bem? Espero que sim.

    Penso que se a humanidade deste planeta não fosse dividida em países e seus respectivos interesses, ou seja, se existisse uma unidade de fato, acredito que este seria o momento deste povo ter a chance de planejar um novo lugar para morar (seguro) e assim irem migrando paulatinamente à medida que a infra-estrutura do novo habitat fosse ficando pronta.

    Morar naquela área do globo é muito arriscado, mesmo que este fenômeno de uma trégua um dia tudo voltará novamente. A falha de Sant Andréas é outra problemática, Califórnia, Los Angeles e São Francisco também são áreas de risco. Ter que morar em regiões geologicamente problemáticas é como enxugar água de gelo – mais dia, menos dia – áreas como estas irão trazer muito sofrimento para as pessoas.

    Ode; posso estar redondamente enganado, mas desconfio seriamente que estes lugares dos vídeos sejam regiões de aterro. Onde moro tem regiões que o trafego pesado (caminhões/carretas/ônibus) foi proibido de passar porque estava afetando estruturas ao redor (trepidava…e ao longo de anos, décadas + o aumento do fluxo/frota de veículos, algumas construções estavam sendo afetadas = solo afundando, prédios tendo inclinações, etc). Este fenômeno da água emergindo e submergindo já aconteceu em algumas regiões daqui (mas não nessa velocidade do vídeo)…talvez sejam áreas de aterro, que atreladas ao fato de ser uma região sísmica por natureza, isso acaba fazendo este fenômeno ser mais intenso (más é só um “chute” da minha parte).

    Aqui mesmo no Brasil existem cidades que vem sofrendo abalos sísmicos que tem assustado a população (no Nordeste, se não me falhe a memória, tem uma cidadezinha onde os moradores relatam rachaduras em suas casas e nas ruas, parece que tal cidade fica sobre uma caverna subterrânea).

    “Em 22 de abril de 2008, pouco depois das 21 horas, a cidade de São Paulo sofreu um terremoto que também foi percebido nas cidades do leste dos estados de São Paulo, Rio de Janeiro, Paraná, em especial as litorâneas. Seu epicentro foi localizado no mar, a cerca de 215 km da cidade de São Vicente e seu hipocentro a 10 km de profundidade, abaixo da bacia de Santos. A magnitude desse sismo foi de 5,2 na escala Richter (energia liberada).”

    “Epicentros de sismos ocorridos no Brasil de 1767 a 2006 com magnitude > 3,0 (*)
    1- 1955
    Magnitude (em mb): 6,2
    Localidade: Porto dos Gaúchos, MT. Em Cuiabá, 370 km ao sul, pessoas foram acordadas.

    2- 1955
    Magnitude: 6,1
    Localidade: Epicentro no mar a 300 km de Vitória, ES.”

    http://www1.folha.uol.com.br/livrariadafolha/892853-tremores-no-brasil-nao-podem-ser-negligenciados-diz-livro.shtml

    Na Ásia (Japão), creio que ummm diaaaaaaa aquela área vai submergir. Na América do Norte (Los Angeles, São Francisco, Califórnia e tudo mais que pertence à falha de Sant Andréas), também creio (mas é só uma opinião = não sei a verdade). Se nossa humanidade fosse diferente, era para essas populações serem retiradas – paulatinamente – destes e outros lugares reconhecidamente perigosos.

    Antigamente as pessoas não entediam das problemáticas de tais lugares e iam se hospedando nestas regiões, mas com o avançar do conhecimento humano sobre como funciona o planeta que vivemos e da tecnologia, temos elementos suficientes para sabermos que tais lugares sempre serão sinônimos de problemas para a manutenção de populações.

    Bem, é isso…aguardemos.

    Vou indo amigos.

    Fiquem com Deus, fiquem bem.

    Um Amigo.

  2. Atama Moriya disse:

    Ola´Ode,
    Sim, veriquei, mas o assunto é melhor explanado com os vídeos. Acho que o que acontece hoje no Japão tem uma extraordinária importância. Acho que é bom que as pessoas interessadas visualizem também. Também desconhecia o fenômeno e acho muito estranho. Estou intrigado com a quantidade de terremotos próximos do Japão, são mais de sessenta eventos desde o dia 11.03. E para piorar o Sol continua muito ativo desde o dia 15.02. Neste período não houve um dia sequer que o Sol tenha ficado “quieto” como normalmente acontece. Preocupante.
    Abs.
    AM.

  3. Ode disse:

    Xi, Atama, não publique esta postagem: não queria enviar as telas do youtube p/ o seu blog, só os links, tem como corrigir??
    Ou então excluir os links dos vídeos??
    Abraços!

  4. Ode disse:

    Atama,
    os tremores não param desde 11/03, e esta movimentação as placas tectônicas é impressionante, pois é inédito nos registros científicos, acredito. Através da internet descobri um fenômeno que não sabia que existia: liquefação do solo! Está acontecendo no Japão, e ocorreu tb após o tremor da nova Zelândia. Parece que o solo em diversas partes do planeta está se desmanchando, colocando morros abaixo e formando crateras… É mais um fato que devemos atentar, pois a consequências ainda não estão bem divulgadas:
    Japan Earthquake – Ground shifts, water seeps during quake in Chiba, Japan :

    Earthquake, Liquefaction( East Japan great earthquake:

    Liquefaction Feb Quake.avi :

    video of ground cracking & moving during aftershock in Japan (very crazy!) :

    Christchurch Earthquake (22.02.2011) – Liquefaction & Road Damage:

    Sand Liquefaction Video:

    Liquefaction:

    Desculpe-me enviar p/ vc tantos vídeos, mas ando intrigada com o fenômeno; são tão frequentes e contínuos os tremores em vários pontos do planeta…!
    Abraços!!
    Ode

Opte por deixar comentários claros, concisos, compreensíveis e racionais. Evite palavrões, palavras ásperas e críticas/ofensas a outras pessoas. Lembre-se que este blog é muito lido por menores de idade. Por favor, deixe bons exemplos.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s