A PASSIVIDADE CÍNICA DO POVO BRASILEIRO

Já não são boas línguas aquelas que dizem que o Povo Brasileiro é bom, é tranqüilo, festeiro, amigável espiritualizado, religioso e que tudo é motivo de festa. Estas afirmações não tem feito bem ao Povo que passa a se portar tal e qual, mas sem consciência do que isto representa quando levada a efeito indevidamente.

Tudo é dual neste mundo, positivos e negativos, e ambos se invertem quando há exageros, embora que isto possa não ser visível a curto prazo.

Repetir o tempo todo que o Povo é isto ou aquilo, que agüenta tantas mazelas já não é bom, posto que leva a massa a ter atitudes passivas demais, tão passivas que podem muito bem serem tachadas de cínicas, como aliás se referem educadores e filósofos brasileiros.

Não sei em que outro país poder-se-ia admitir que algo igual àquele famoso “mensalão”, que terminou em  pizza, ocorresse sem que houvesse um verdadeiro levante do Povo diante do Judiciário, composto de homens e mulheres, ditos de muito saber jurídico, mas pelo visto, de poucos interesses em corrigir outros homens que veredam por caminhos senão criminosos perante a lei, certamente inescrupulosos perante a moral e ética que deveriam servir para nortear ou conduzir como exemplos a conduta do Povo Brasileiro.

Que exemplo é este que sempre é repetido diariamente? Simples; aqui tudo é possível, e que nada acontece “aos grandões”; que aqui tudo vira pizza, e principalmente, que não adianta reclamar, posto que você pode ser processado e assim ir para a cadeia mesmo. É o que sobrou da cultura militar que nos dominou após revolução, a qual, aliás, nem foi revolução, foi golpe militar e civil também uma vez que havia muitos segmentos da burguesia apoiando o golpe, os quais se tornaram “amigos do rei” e prosperaram e muito

Este nosso Povo Manso não é povo feliz, está mais para Povo Corno, traído em sua boa fé em outros cidadãos.

O Povo é infeliz, com certeza, só ainda não percebeu porque além de infeliz é cínico ao declarar constantemente sua passividade como sendo coisa boa. Passividade é um qualidade, mas quando em excesso, deixa de ser passividade para transformar-se em “idiotice”.

Metade das famílias brasileiras recebe até um salário mínimo, segundo IBGE, quase metade é analfabeto funcional, 40% da população não tem nem escova de dentes (deve ser porque pobre não precisa de dentes após os sessenta anos).

A dívida familiar brasileira já chega perto de 12 anos de renda salarial, e o governo incentiva que os consumidores se tornem “loucos varridos” ao buscar mais crédito a uma razão de 172% a.a. de juros dos cheques especiais e cartões, além de 130% a.a. em crediários, quando a inflação não chega a 5% a.a.

A família americana quebrou devendo em média 30 anos de renda salarial, querem que o mesmo aconteça aqui?

Necessitamos de políticas de desenvolvimento que visem principalmente o progresso da nação considerando a maioria absoluta do Povo, e isto não está justamente na bandeira como “Ordem e Progresso”?

Ordem? Onde está a ordem? No Congresso? No Palácio do Planalto? No Judiciário?

Tem criminosos homicidas que cumprem sete ou oito anos de cadeia (quando são condenados e presos) e depois são libertos por bom comportamento. Outros dentro das celas comandam o crime organizado numa boa e ainda tem direitos “humanos” a visita intimas, acompanhantes, comida boa, sol, televisão, celular e até internet banda larga.

Políticos corruptos na cadeia não lembro de nenhum e não são condenados nem com dólar vazando pelas roupas intimas.

A renda salarial média, descontando as inflações não cresce há quarenta anos, isto é progresso? Aonde?

A classe média brasileira deve tanto dinheiro que tudo que tem pertence na verdade aos Bancos e Financeiras, seu mesmo acho que nem a roupa de baixo, mas tem uma “pose” espantosa, parece um milionário.

O pobre brasileiro é “banguela” já que 40% do povo nem tem escova de dentes, conforme pesquisa feita pelo Sindicato de Odontologia e acho que o resultado é verdadeiro, afinal com um salário mínimo de renda ou você compra arroz e feijão ou compra pasta de dente e escova mensalmente. O que será que é mais importante nesta guerra: ter dentes bons e bonitos e passar fome ou comer sem os dentes? Manteigas ou canhões, responda Adam Smith? Meu caro Keynes, devo aplicar na Bolsa ou comprar escovas de dentes?

Dizem os políticos, governantes e a mídia que o país está melhorando, e o povo está melhorando, a uma taxa de 2% a.a., isto é risível, porquanto, a população cresce mais que isto, afinal, pobre não é “eunuco” e é filho de Deus também. Nestas condições nem daqui cinqüenta anos vamos melhorar, é só fazer as contas.

Mesmo que houvesse um crescimento de 10% ao ano, como a China, descontando a inflação, teríamos 5% a.a. e considerando o atual estado de miserabilidade do povo, diremos que em vinte anos poucos progressos reais terão sido alcançados e ainda assim, continuaremos com cinqüenta por cento da população apenas sobrevivendo, talvez com menos de dois salários mínimos. Isto parece algum tipo de piada para enganar “macacos”.

Isto está bom para você? Caso positivo, então, repito uma frase da famosa sexóloga brasileira: relaxa e goza!

Só um cínico para concordar com isto.

A massa é conduzida pelos que estão acima na pirâmide, e acaba sendo idiotizada e não é de hoje, isto já tem séculos na história não só do Brasil, mas do mundo. Apenas que aqui tudo está demais de exagerado no sentido negativo das construções mentais.

O caseiro Francenildo foi violentado por forças comuns e conhecidas e viu um ex-ministro ser inocentado, como será que ele deve estar se sentindo? O caseiro foi vítima de um crime sem culpados. Só pode ter tido seus direitos violentados certamente por forças do além, posto que aqui na Terra todos foram declarados inocentes. Ah, foi uma alma penada a culpada, mas como não está entre os vivos, então ninguém pode ser punido.

Você está no topo do poder? Não? Então está rindo do que?

Quando alguém pisa no seu pé com toda a força e você ainda sai pedindo desculpas, com certeza algo vai muito mal dentro de você. Pode se classificar como louco, idiota ou cínico, que tal? Será que Freud te ajuda a responder isto?

Muitas religiões tornaram-se campeãs de prosperidade e ensinam os seus fiéis a se portarem como cordeiros, ou seja, passivos, totalmente passivos, mas fazendo grandes contribuições, e se esquecem de que não pode haver prosperidade alguma tornando os seus fiéis “apalermados”. Ser manso como um cordeiro não é se tornar um panaca. Cristo não ensinou ninguém a ser panaca. Ele era um ser com infinita sabedoria, nisto todos concordam, não é mesmo?

Senhores cordeiros, como é possível não reclamar pelas ruas, não protestar pelas ruas, não cobrar dos políticos e governantes que vocês mesmos elegem a troco de um par de chinelos diante de tantas corrupções, absurdos, funcionários fantasmas, um Senado cheio de mistérios e atos secretos? De tantas violências em morros e favelas? Há uma guerra civil em andamento, será que ninguém percebeu isto?

Governos e políticos citam a falta de segurança e violência em toda as suas campanhas, mas ninguém apresenta e realiza projetos reais e verdadeiros de socialização e progresso em periferias e favelas, então que opções os jovens “favelados” tem? O menino pode optar: ser jogador de futebol ou traficante. Tem mais? Não tem escola, estudo, uniforme, dignidade e nem escova de dentes e vocês querem o que?

Tem muitos governadores deixando para entregar obras prontas e investimentos em transportes e saúde para 2010 somente para aparecer mais nas eleições e ganhar votos, quando tudo poderia ter sido realizado e entregue anos antes, a quem pretendem enganar? Certamente devem estar pensando no Povo “Cornudo”, ou melhor Cordeiro, para não ofender ninguém posto que este não é o meu objetivo.

Na Economia adotamos uma política perversa ao Povo e entre outras tiranizadas temos esta taxa Selic estratosférica que impede maiores investimentos, impede o crescimento da renda salarial média entre outras coisas e é mantida sob alegação de que causa inflação a sua redução. Inflação de que? De um sub consumo do Povo? Inflação só se for de escovas dentes já que boa parte da população nem tem uma.

Se o país está bem, se o país tem ótima condições econômicas, se passamos pela crise, por que continuamos a sacrificar o Povo? Onde está a verdade econômica e política?

Não gosto de falar mal dos jornalistas, mesmo porque a maioria ganha abaixo do próprio piso salarial do sindicato, e muitos deles são apenas marionetes e divulgam apenas o que os chefes mandam, além de se venderam mal. Outros que só falam de futebol criam uma realidade que não existe e só falam bobagens elevadas ao infinito; tem cada frase destes gênios da cultura moderna do esporte que dá ânsia de vômito de tanta “ignorância”. Este não é um país só de futebol e samba, é muito mais que isto, não se pode se concentrar apenas nisto e continuar a ajudar o Povo a ficar mais “idiotizado ainda” a cada dia que passa.

A cultura do Povo é baixa, sem dúvida, mas piora com tantos ditos profissionais que ocupam a mídia absolutamente despreparada, inculta e ignorante, muitos nem sabem falar a língua portuguesa corretamente e acho que nem sabem qual a realidade do povo brasileiro e muito menos se preocupam com a melhoria das pessoas e são como “bobos da corte”.  “É nois vai e nois fica” o tempo todo! Sem contar os de péssima postura que ficam falando das “bonitonas” que estão nas arquibancadas assistindo o jogo, como se estivessem num boteco de quinta categoria e já bêbados.

As televisões vendem realidades que não existem, com programas com zero de educação, a não ser educação sexual com aulas de todo tipo, até ensinam como os jovens podem lidar melhor consigo mesmo para ter mais orgasmos. Sem nenhuma vinculo com a pudicícia (que não é nome de mulher alguma, por favor) que é desnecessária e inútil nos tempos atuais, creio que há abusos demais nestes programas abaixo da mediocridade que apenas deseducam mais os jovens.

Agora resta uma pergunta clássica, quem nasceu primeiro: os programas ruins ou o povo ruim que assiste a programas ruins e garante o Ibope?

O topo da cadeia alimentar na economia e na política quer o Povo o mais “burro” possível porque sabem que só assim eles o mantém sob controle e nas rédeas.

Tem Presidente que compara Judas a um bandido com o qual Cristo faria um pacto para se manter no Poder. Primeiro, Judas nunca foi bandido, era um dos Apóstolos, talvez o mais corajoso e um dia a história vai fazer justiça a seu nome. Segundo, Cristo nunca fez acordos com bandidos, nem políticos, nem fariseus. Mas certamente o Presidente  acertou quando comparou os políticos a fariseus com os quais se faz acordos para se manter no poder.

Não é necessária nenhuma revolução, mas é importante que o Povo adquira conhecimentos e consciência mínima para exercer a sua cidadania e reclamar e cobrar de quem está no poder, mesmo porque este “cara” que está lá foi colocado justamente pelo Povo e ele deve exigir que ele desempenhe o seu papel corretamente e conforme é pago e muito bem pelos cofres públicos.

Senhores membros do Judiciário, sabemos que a Justiça é Cega, mas vai ser cega assim nos quintos dos infernos! Senhores, cadê o Estado de Direito?

Tem que acabar com este excesso de passividade e tranqüilidade para abreviarmos a chegada de uma verdadeira ORDEM e o verdadeiro PROGRESSO que nunca aconteceu desde os tempos da República e nem antes também, diga-se a verdade.

Aqui não é mais só futebol e samba, mas é vôlei, natação, ginástica, política, educação, salários, justiça, ética e moral!

Acorda Brasil!

Por Atama Moriya, em 28-10-2009.

Esse post foi publicado em Brasil-Líder do Milênio e marcado , , . Guardar link permanente.

3 respostas para A PASSIVIDADE CÍNICA DO POVO BRASILEIRO

  1. Ewerton Lima disse:

    É Atama, com poucas palavras você escreveu muito e muito do que você escreveu eu já pensava mas achava que era só eu que pensava assim, parabéns pelo seu site maravilhoso, não é comum encontrar conteúdos como esse na Internet.

  2. Um Amigo disse:

    É Atama; o golpe militar foi/é um trauma que até hoje deixa suas seqüelas (seja economicamente falando, seja no jeito “manso” de ser do povo brasileiro). Por incrível que pareça, muitos ainda hoje gostariam de vê-los no poder, acreditam numa pseudo-ordem/segurança. O militarismo é importante para uma nação, mas cumprindo seu papel para qual foi criado, e este não é governar um país.

    Creio que ainda hoje o golpe militar deixou seus resquícios no fato do povo brasileiro ser mais manso do que já era antes = não questionar ordens, instituições, etc: “Nós estamos sempre certos e você não precisa pensar, deixe que pensemos por você”.

    Seu ultimo post tem muito haver com o fato das pessoas aceitarem com passividade esse estado de coisas que vemos por ai.

    Infelizmente Atama; ainda “reza” aquela máxima que quem luta pelos seus direitos é um “barraqueiro” por ex, isso também acaba tendo sua parcela de contribuição para essa injustiça social absurda que observamos.

    Enquanto o homem brasileiro continuar dando mais importância à seção de Esportes num jornal ou ao traseiro das diversas mulheres que encontra pelo caminho, enquanto a mulher brasileira continuar dando mais importância ao capitulo da novela que não pode perder em virtude do “novo galã” criado, continuaremos na mesma (isso lógico, se novas crises não vierem e/ou a natureza e as forças que regem este planeta não mostrarem todo seu desagrado com a real situação das coisas = dar uma “sacudida” e fazer o pessoal cair na real).

    Não sei quando e como será “o dia” da faxina, mas vai chegar, e este sistema podre vai junto.

    Um ótimo final de semana meus nobres.

    Fiquem com Deus, fiquem bem.

    Atenciosamente, Um Amigo.

  3. Karin disse:

    Deu um banho no Arnaldo Jabor!

Opte por deixar comentários claros, concisos, compreensíveis e racionais. Evite palavrões, palavras ásperas e críticas/ofensas a outras pessoas. Lembre-se que este blog é muito lido por menores de idade. Por favor, deixe bons exemplos.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s