A verdade sobre os UFO’S – 3

O que seriam os mundos internos?

São os mundos mais sutis onde vivem os nossos irmãos já ressuscitados ou simplesmente aqueles que já conquistaram em vida o direito de subir pela escada de Jacó.

É, por assim dizer, a continuidade de nossa humanidade já em estado de evolução, pisando realmente os degraus da iniciação das escolas esotéricas ou iluminação das religiões.

Iluminação nada mais é do que você caminhar pela luz e não mais somente pelas trevas. É ir de encontro à luz com sua própria luz. É sair da escuridão em que vivemos cegamente e acender uma luz e poder enxergar as verdades sobre quem é você, de onde você vem, o que está fazendo aqui, e para onde você vai depois.

Iniciação, como o próprio nome diz, é iniciar-se na vida como um filho de Deus e não significa que subindo o primeiro dos nove degraus está tudo bem e não precisa fazer mais nada. Pelo contrário, é a partir daí que você realmente se colocará à disposição de todos os irmãos e trabalhar sem nunca mais parar em qualquer plano de vida, pois a idéia de “paraíso” e vida boa só cabe na mente dos humanos indolentes por demasia ainda e não conhecedores de sua própria natureza divina como parte do “grande oceano” de onde tudo provém e para onde tudo retornará algum dia.

A idéia que a Terra é apenas uma escola da vida é real, como ensinam as religiões. E que cada vez que por aqui passamos retornamos aos planos superiores para nova preparação para uma encarnação seguinte, também é certa. Todavia, já é tempo de compreender que os mundos de “regeneração” assim chamado o Plano Astral, são em realidade os nossos infernos, posto que, pelo menos temporariamente somos reprovados e por isso continuamos vida após vida perdendo a nossa individualidade, a qual é substituída por outra para continuidade de nossas experiências.

Obter a aprovação na escola da vida para prosseguir em lições superiores é um desejo da alma espiritual, mas em oposição a si mesmo, não é o desejo da alma animal. Um faz o esforço centrípeta em direção ao centro do Universo e o outro faz o esforço centrífugo para fora de si mesmo, e esta força externa é sempre mais pulsante dentro de nós, pois a alma anímica ou astral é mais forte por estar também mais próxima do corpo físico.

Exercer a força centrípeta é sobretudo “conhecer-se a si mesmo” como ensinou Sócrates desde o apogeu dos gregos. É amar o próximo como ensinou o Jesus, o Cristo, para enfim conhecer a si próprio e aprender a amar-se como alma espiritual.

Esotericamente muitos outros luminares do passado já ensinavam que morrer no plano físico é ir para o “inferno” após a vida. Nada mais do que certo, afinal o Plano Astral é apenas uma passagem para regeneração da última personalidade vivida, e finalmente já purificado e apenas portando as experiências adentrar já sem a alma animal para o mundo da mente onde não comporta mais os degenerados, mas apenas a alma espiritual em vestes brancas e puras. Até é fácil explicar isto, mas é muito difícil compreender e aceitar.

Inferno vem de infernizar, é para lá que vão os que ainda não ressuscitaram e permanecem morto-mortos, e para lá existe mesmo uma vida posterior infernal no sentido de que nós mesmos nos infernizamos por causa de nossos erros, egoísmos, infantilidades, vaidades e toda sorte de sentimentos que nos dominaram e não nós que os dominamos a bem de nós mesmos e de nossos irmãos.

Deus não criou infernos ou inferno nenhum, mas nós mesmos e nossos irmãos que ainda não despertaram é que criamos e para lá vamos viver os nossos próprios “infernos” de vida. Deus não criaria nada negativo ou ruim para si mesmo já que há uma partícula de Deus em cada um de nós, então não mandaria a si mesmo “pro inferno”, o que seria ilógico e absurdo. Mas diante de nossas “infernidades” na terra nós mesmos nos colocamos em necessidade de “lavar nossas vestiduras” e sempre será da forma mais dura possível e poderá durar milhões de anos da terra, e será sempre uma condição a nosso bem, por pior que isto possa ser compreendido pelas mentes humanas antropomórficas. Afinal também quem somos nós para julgar Deus certo ou errado?

O Plano Astral é o plano de regeneração ou lavagem de nossas vestes sujas de sangue e ganham esta conotação de “infernos” até corretamente porque nós mesmos nos impomos a dores e sofrimentos na mesma medida que a causamos a nossos irmãos, e não para por aí, porque a regeneração “olho por olho e dente por dente” continua na próxima vida para que experiências construtivas sejam gravadas no corpo espiritual ou átomos divinos que formam a nossa consciência.

Há 777 sub-planos no “inferno humano” como Dante alegoricamente chamava, e lá em algum desses planos, por exemplo, os egoístas, vaidosos, intolerantes e desumanos se encontram com outros seres humanos bem piores que eles, e terão que conviver com estes piores por um tempo que parece não ter fim, e este convívio mostrará a eles o quanto eles, ao verem outros piores, fizeram a si próprio e outros irmãos durante vida na terra e se arrependerem amargamente, pois perceberão o quanto foram infantis e tolosem vida. Istoé apenas um exemplo, mas muito comum para os dias atuais.

Num outro post podemos falar mais a respeito deste assunto, porém neste é uma pincelada apenas para compreendam a diferença do que as religiões chamam de “céus” e o que existe de verdade sobre o “verdadeiro céu”.

– continua –

Atama Moriya.


a-verdade-sobre-os-ufos-4-os-extra-terrestres-e-ovni/

Home

Anúncios
Esse post foi publicado em A verdade sobre UFO's, texto e marcado . Guardar link permanente.

Opte por deixar comentários claros, concisos, compreensíveis e racionais. Evite palavrões, palavras ásperas e críticas/ofensas a outras pessoas. Lembre-se que este blog é muito lido por menores de idade. Por favor, deixe bons exemplos.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s