Tolerância

A lição de hoje, que não é minha, é dos Mestres, é tolerância total aos nossos irmãos e principalmente aceitação de seus pontos de vistas de crenças e religiões, pois, ao atacarmos pontos de vistas de outros, estamos a atacar a própria pessoa e sua fé! Ora, a fé pertence a cada ser de forma individual e ela se revela também de forma individual, assim como os graus de consciência se manifestam nas pessoas.

Ao buscarmos diminuir as crenças alheias, estamos demonstrando mais uma profunda fraqueza em nossas próprias crenças e convicções, pois se tornam frutos de nossas próprias imperfeições.

“Não julgueis para não serdes julgados”.

Relembrando HPB, tudo em que o Homem acredita, tudo mesmo, seja em Deus, ou Deuses, Christo ou Christos, Jeová ou Jeovás, em gnomos, sapos, Ets, mestres ou não mestres, tudo é válido, tudo é importante, tudo é inacatável e o respeito ao próximo e suas crenças, é o princípio básico de convivência com Deus, pois ele também assim age, e com sua Sabedoria reconhece que tudo, tudo mesmo, será aproveitado como experiência evolucional.

O tempo e a história tem nos mostrado “n” vezes que o homem sempre se engana em suas visões e julgamentos precipitados, muitas das decisões e pensamentos do passado que eram julgados bons, hoje estamos concluindo que não eram bons, e muitas coisas que antes julgávamos mal, hoje descobrimos que eram muito bons. Quem dentre nós pode se julgar detentor de todo os conhecimentos a ponto de “como um Deus profano” criticar as crenças e religiões de outros. Por isso, quando algo não for de encontro ao que você pensa e acredita, apenas cale-se e será um ato de respeito e aceitação do seu irmão e sua fé e um ato de respeito à criação de Deus, pois, creiam tudo Dele emana, seja o que consideramos certo ou errado, bom ou mau, então, não cabem críticas ao Criador. Este é um dos conceitos mais profundos da Teosofia de HPB.

Trabalhemos pela Paz e não lutemos por ela, como ensinou Mahatma Ghandi, cujo nome significa “Grande Alma” e não por acaso.

O respeito e tolerância à Fé do próximo e suas crenças é também um ato de respeito a si próprio, pois pela Lei do Retorno, tudo retorna, sejam boas intenções ou más intenções, bons pensamentos ou maus pensamentos, boas ações e más ações.

E aqueles que não se portam desta forma, vai um conselho:
“não perca tempo tentando moldar a crença alheia, mas sim, atente para a lição do Mestre:

“conheça-te a ti mesmo” e não o outro que deverá seguir o seu próprio caminho. Viva e conviva com a sua verdade e não com a verdade do outro. E o mundo seguirá em Paz. “

“Dê a César o que é de César e a Deus o que é de Deus”.

Atama Moriya

Home

Esse post foi publicado em texto. Bookmark o link permanente.

2 respostas para Tolerância

  1. Borboleta disse:

    Uma reflexão que traz ao coração a sensação de que, cada lição trazida pelo Mestre Jesus é fonte inesgotável de sabedoria….é sempre verdade, seja em que época estivermos….e sempre nos leva a um estado de paz.

  2. Adriana disse:

    Anjo… hoje lendo alguns noticiários sobre a crescente onda violência… Ato de intolerância praticado sem mais e nem menos para com os outros e consecutivamente para conosno mesmo…
    Fez-me pensar que este belíssimo texto deveria estar nas manchetes como algo primordial para reflexão e para a Paz de todos… entre todos…

    Beijinhos

Opte por deixar comentários claros, concisos, compreensíveis e racionais. Evite palavrões, palavras ásperas e críticas/ofensas a outras pessoas. Lembre-se que este blog é muito lido por menores de idade. Por favor, deixe bons exemplos.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s