Um Pensamento de Carl Gustav Jung

Um pensamento que eu gostaria de ter elaborado, mas mesmo não sendo de minha autoria, vou levá-la comigo o resto de minha vida para compreender a mim mesmo.

“Que eu faça um mendigo sentar-se à minha mesa, que eu perdoe aquele que me ofende e me esforce por amar, inclusive o meu inimigo, em nome de Cristo, tudo isto, naturalmente, não deixa de ser uma grande virtude. O que faço ao menor dos meus irmãos é ao próprio Cristo que faço. Mas o que acontecerá, se descubro, porventura, que o menor, o mais miserável de todos, o mais pobre dos mendigos, o mais insolente dos meus caluniadores, o meu inimigo, reside dentro de mim, sou eu mesmo, e precisa da esmola da minha bondade, e que eu mesmo sou o inimigo que é necessário amar?”

(Carl Gustav Jung, volume XI, parágrafo 520)

Atama Moriya em 05.02.2008.

Anúncios
Esse post foi publicado em Frases-Pensamentos, texto. Bookmark o link permanente.

Uma resposta para Um Pensamento de Carl Gustav Jung

  1. Adriana disse:

    Atama, booooooom dia!!!

    Uau… lindo!!!

    Beijokas em seu coração com todo Amor…

    Adri

Opte por deixar comentários claros, concisos, compreensíveis e racionais. Evite palavrões, palavras ásperas e críticas/ofensas a outras pessoas. Lembre-se que este blog é muito lido por menores de idade. Por favor, deixe bons exemplos.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s