Capítulo 11 – O Amor, o Homem e a Mulher

(clique aqui para ver link para todos os capítulos)

Já comentamos sobre ideais, mas vamos rever um aspecto que se refere aos ideais crísticos. Quais seriam eles? Bem, podemos de acordo com os princípios teosóficos, oriundos do budismo tibetano e que são os mesmos depois divulgados e ensinados pelas principais religiões, resumi-los em apenas uma idéia: Consciência Espiritual.

Então o que seria Consciência Espiritual? Defina-o, por favor.

Então podemos retornar um pouco nos estudos anteriores e principiar: Porque as almas vêm lá do plano mental superior descendo, descendo, até chegar à matéria física do plano físico?
Simplesmente para que através de experiências de vida possamos agregar valores de consciência espiritual. Tais agregados de valores não se obtém, como já relatamos nos planos superiores. Nos Planos Mentais o que temos são apenas mônadas espirituais oriundas da divisão de super-monadas, estas oriundas dos super-arcanjos, os quais como serem incriados pertencem ao 6. reino evolutivo, daí porque sempre afirmamos que somos em essência todos Anjos do 5. reino evolutivo. Todos em nossa pureza de mônada, a partícula divina e imaculada somos anjinhos de Deus. E se lá em cima permanecêssemos continuaríamos apenas como anjos, e anjos não conhecem as experiências evolutivas pretendidas, como a dualidade do bem e do mal.

Para adquirir este conhecimento e formar este ser humano do 4. reino evolutivo, os anjos tinham de cair, de cair para os planos físicos que nós conhecemos e sobre os quais nos debruçamos diariamente para entender.

Deus não quer somente Anjinhos em seu Reino dos Céus, este é o ponto chave da evolução, mas sim seres como ele, mais próximos dele, como experiências e conhecimentos completos da dualidade universal. Se o objetivo fosse tornar o ser humano apenas um Anjinho que passa o dia cantando, era simples: bastava deixar todo mundo lá no Plano Mental e estava pronto. Não, não é este objetivo. Ficou claro este entendimento?

A consciência espiritual é um agregado de partículas energéticas e é a mesma consciência que nos doi, que nos cobra, que nos cutuca o coração quando realizamos uma de nossas “artes”. Não estou falando de outra, mesmo porque outra não existe. Podemos hoje afirmar, de acordo com os ensinamentos de Helena Petrona Blavastky, que a consciência espiritual é um agregado de todas as nossas experiências evolutivas contidas em nosso átomo semente, ou átomo primordial, e mais, que ela, a consciência, lança de seu plano mental um cordão que nos interliga aqui na Terra, no plano físico com os nossos verdadeiros seres eternos; nós mesmos, mas em corpos mentais superiores. Sendo assim, esta consciência espiritual não fica aqui conosco, e sim ela existe, mas permanece no Plano Mental Superior.

Uma pausa para esclarecimentos que está me sendo intuido:

Sou um mero estudante de Teosofia há vinte anos, e por enquanto não compreendo 10% do que lá está escrito (A Doutrina Secreta-HPB), mas tem chaves para esta leitura e compreensão e com a devidas orientações de um instrutor mais avançado todos podem se adiantar nesta matéria, mas tenham a certeza que será aos poucos porque a nossa compreensão só aumenta na medida que também aumenta o nosso grau de consciência espiritual. Não tem magia alguma, apenas a união perfeita da dualidade: racionalidade e amor. Sem estes ingredientes não se chega a lugar nenhum, muito menos receber as chaves da Teosofia.

Faço este parêntesis apenas para esclarecer para os mais jovens, que ora estão a buscar estes conhecimentos, que chegará um dia que apenas o conhecimento trivial e corriqueiro de livros não bastará, então, mergulharão na Teosofia de HPB, e tenham a certeza que ficarão maravilhados com este saber que hoje representa o grau mais elevado de todo o conhecimento iniciático, equivalendo a “tese e doutorado” em espiritualidade.

Fala-se em escolas iniciáticas e mui corretamente de sete degraus na escada de Jacó, mas para aqueles que se aprofundam mais, vai se mostrar que não é bem assim, mas este assunto foge da matéria que estamos analisando. De qualquer forma, para aqueles que desejam a Ascensão, objetivo deste Fórum, vale esclarecer que primeiro temos que trilhar alguns degraus, a saber: primeiro, tornar-se um candidato a Aprendiz, quando então um Mestre poderá surgir e te encaminhar como um Aprendiz; posteriormente, o mesmo Mestre Ascenso, qualquer um deles, Djwal Kull, Hilarion, El Moriya, Kuthumi, Nada, Porcia, etc.., te leva conscientemente em espírito para o seu Ashram em outros Planos dimensionais acima do nosso, então você se torna um discípulo aceito e passa a frequentar as aulas ministradas neste Ashram, e num terceiro momento você deverá ser aceito por mais dois Mestres em seus Ashrans, só quando for aprovado, o que pode levar muitas vidas e re-encarnações, você poderá ser aceito como um Iniciado, em realidade um grau já muito elevado, inclusive com a utilização de poderes extraordinários, como a materialização completa e a psicometria. Só depois de muito desenvolvimento você pode ascender mais um degrau que é o de Adepto, já um abaixo dos Mestres Ascensos e mesmo depois de Mestre Ascenso, seguem outros degraus da escada de Jacó. Creio que assim dá para entender o que é Ascensão.

Então, o que hoje todos estamos aqui fazendo é nos esforçarmos para sermos aceito como candidato a Aprendiz, parece pouco, mas não é. É muito, muito mesmo.

Pelo que sei hoje aqui na Terra há milhares de Aprendizes já aceitos pelos Mestres, mas menos de cem iniciados de fato, posso estar enganado, e de repente este número ser menor ainda. Entretanto, aqui mesmo no Brasil, onde é maior o numero daqueles que estão nesta Ascensão em comparação com o restante do Planeta, já há vários Iniciados de fato, todos ou a maioria oriundos da Teosofia (eu conheço alguns, mas óbvio, nenhum deles assim se divulga). E não escrevo isto para engrandecer a Teosofia nem engrandecer HPB, mesmo porque estes não precisam de elogios meus, sou insignificante, mas esclareço para que os jovens tenham um Norte seguro em suas vidas e não se percam e nem percam tempo demasiado com as causualidades tão presentes nos dias atuais, com enxames de informações que apenas enchem vossas mentes e te desviam do: “aqui, agora” é a sua vez, meu anjo.

Há ainda muitas opiniões contra a Teosofia, notadamente da religiões e dos que não aceitam que não são capazes de compreendê-la em sua profundidade sem um Grande Instrutor ou sem freqüentar por algumas décadas uma Escola Teosófica. Vejam que até hoje HPB, “falecida” há mais de cem anos, um Ser de Altíssima Hierarquia que teve como missão de vida apenas divulgar ao Ocidente a Teosofia e que apenas para isto se dedicou ainda é massacrada pelos críticos diariamente e maneira gratuita. Muito poderia se falar de HPB, inclusive suas duas visitas ao Brasil, mas ainda não é tempo.

Voltando à consciência espiritual, ela floresce e cresce à partir de duas colunas e sendo ela mesma a coluna principal de nossas existências, forma então a tríade evolutiva: ética espiritual e moral espiritual. Ou simplesmente, ética e moral, ou moral e ética.

No Oriente, as raças ali presentes e como raças antigas descendentes ainda dos Atlantes, estes ensinamentos foram ao longo do tempo divulgados por Mestres e Seres da Alta Hierarquia, como Confúncio, Brahma, e os Budas da Mongólia e do Tibet. Porém, para as Raças entrantes do Ocidente, novos ensinamentos foram agregados, por Hermes, Osiris, Akhenaton, Enoque, Moisés o autor da Lei Mosaica ou das Leis Morais, mas faltando ainda amor e compaixão a estas almas jovens, veio o Cristo Jesus com o ensinamentos de Ética, que redunda em Amor, Compaixão, Solidariedade, Entrega, Doação, Tolerância Absoluta e outros elevados atributos, os quais já era tempo da Humanidade ter agregado em suas condutas evolutivas e tê-la gravado definitivamente em sua consciência espiritual.

Todas as nossas experiências de vida têm o objetivo principal de agregarmos, cada dia mais, valor elevado à nossa consciência, e a isto chama de grau evolutivo meus irmãos.

Na prática tais elevações acontecem com as elevações de nossos valores de moral e ética, as duas colunas que edificam nosso templo à direita e à esquerda, e estas edificam a nossa coluna mestra da consciência espiritual.

Mais uma vez esta trindade se faz presente em nossas vidas através do macho e da fêmea, do homem e da mulher, para que juntos formem um só corpo espiritual para elevação de suas consciências.

Nada no universo de Deus é feito por acaso, por coincidências. Para a separação de Adão e Eva, ou melhor, de Eva e Adão, foi necessário uma preparação com primeiramente a separação do macho e fêmea no reino mineral, posteriormente, no reino vegetal, e em seguida no reino animal, e finalmente no reino hominal. E conforme ensinam os teósofos esta separação somente ocorreu no Planeta Terra, e mais em nenhum lugar do Universo.

Entretanto, esta separação realizada à bem da evolução e para o seu apressamento, segue com os dias contados, mas não para hoje, nem amanhã, mas talvez num próximo dia da criação. Como nada acontece de forma abrupta, penso que aos poucos até o final da 4. rhonda, na sétima raça, veremos os primeiros passos da re-unificação, porquanto nesse tempo a separação não mais se justificará. E novamente tudo se fará gradualmente, à partir do reino mineral.

– continua –

Atama Moriya

Home

Anúncios
Esse post foi publicado em Livro online-Amor, O amor o homem e a mulher, texto. Bookmark o link permanente.

Opte por deixar comentários claros, concisos, compreensíveis e racionais. Evite palavrões, palavras ásperas e críticas/ofensas a outras pessoas. Lembre-se que este blog é muito lido por menores de idade. Por favor, deixe bons exemplos.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s